São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - Segunda-feira 28 de Julho de 2014 - Ano: VI - Edição: 2.103 - Visitas: 5.467.247 - Postagens: 23.000 - Comentários: 8.695

Data única para pagamento do funcionalismo e servidores do Estado do Ceará

O novo calendário do funcionalismo estadual foi autorizado nesta segunda-feira (18) pelo governador Cid Gomes

Cerca de 140 mil servidores públicos do Governo Estadual vão receber a remuneração no primeiro dia útil de cada mês. Os funcionários das 53 secretarias e órgãos estaduais vão ter o vencimento pago no primeiro dia útil de cada mês, já a partir de 1º de fevereiro, conforme informou o secretário da Fazenda, Mauro Filho. O novo calendário do funcionalismo estadual foi autorizado nesta segunda-feira (18) pelo governador Cid Gomes.

Leia ainda:
Calendário de pagamento de servidor do Estado sofrerá alterações

Conforme comentou, as alterações ao longo dos três anos de mandato de gestão, ocorreram para atender a uma demanda dos servidores, que, até 2007, recebiam a remuneração em quatro dias diferentes. Segundo o secretário, o pagamento unificado é histórico no Ceará.

Em dezembro, a folha estadual chegou a cerca de R$ 340 milhões. Em todo ano passado, o Ceará pagou R$ 4,181 bilhões aos seus funcionários. A Secretaria da Educação (Seduc) é a mais onerosa, com R$ 831 milhões. Em seguida, a Secretaria de Segurança Pública e Defesa da Cidadania (SSPDC), com folha de R$ 539 milhões, e da Secretaria da Saúde (Sesa) – R$ 464 milhões. O pagamento dos servidores vai continuar sendo feito pelo banco Bradesco, cujo contrato com o Governo segue até 2011, informou Mauro Filho.

Por terem receita própria e não seguirem as datas de pagamento do Estado, a Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece), o Departamento Estadual de Trânsito do Ceará (Detran-CE) e a Companhia de Gás do Ceará (Cegas), não estão inclusos na mudança. Ainda conforme a nova tabela de pagamento, o 13º salário deverá ser pago em duas parcelas. A primeira, em 15 de julho e a segunda, em 15 de dezembro.

Com informação do Jornal O Povo

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]