Terça

São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - Sexta-feira 24 de Outubro de 2014 - Ano: VII - Edição: 2.198 - Visitas: 5.998.248 - Postagens: 23.939 - Comentários: 9.200

Trabalhadores da CSP em greve fazem passeata pelas ruas do Pecém


24/01/2014 - Com atividades paralisadas desde o último dia 15, os trabalhadores da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) promoveram ontem uma passeata próximo ao empreendimento para deliberar sobre a greve. "O objetivo foi esclarecer para à população sobre o absurdo que acontece dentro da obra e que os trabalhadores precisam ser ouvidos diante do descaso das empresas e omissão dos órgãos competentes", disse, em nota, o Sintepav-CE.

Conforme o sindicato da categoria, o principal problema enfrentado atualmente é a falta de resposta diante do pleito apresentado. "O movimento de greve se deve ao descumprimento do Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) por parte de algumas empresas terceirizadas", afirma o Sintepav. Há reivindicações referentes ao atraso no pagamento de salários, 13º e da cesta básica, além da falta de pagamento da produtividade e de uma área de vivência dentro do canteiro de obras, diz o sindicato.


Posco responde

Responsável pela execução do projeto, a Posco Engenharia & Construção do Brasil disse, também em nota, que os pontos destacados pelo Sintepav "já estão sendo esclarecidos com as respectivas empresas subcontratadas". A empresa comunica ainda que o Tribunal Regional do Trabalho da 7ª região concedeu liminar na Ação Declaratória de Abusividade de Greve. "Entre as determinações está a obrigatoriedade dos colaboradores em manter equipes de trabalho com o propósito de assegurar a continuação dos serviços inadiáveis para a empresa. A ação foi movida após os trabalhadores pararem as atividades com uma ação agressiva dentro da obra (resultando em diversos prejuízos aos materiais de trabalho) antes mesmo da publicação do edital".


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]