São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quinta-feira 14 de dezembro de 2017 - Ano: X - Edição: 3.345 - Visualizações: 19.638.129 - Postagens: 32.192

Lula processa Globo por “graves mentiras sobre triplex”


Ex-presidente entrou com ação contra o jornal O Globo em que pede reparação por danos morais por "graves mentiras" que apontam que ele seria dono de um triplex no Guarujá, litoral de São Paulo, e que o apartamento estaria ligado de alguma forma ao doleiro Alberto Youssef; "Antes da publicação, o Instituto Lula esclareceu ao jornalista que Marisa Letícia, esposa do ex-presidente, adquiriu a prestações uma cota no empreendimento e que a família do ex-presidente não tem nenhum apartamento, quanto menos um tríplex. Não foi a primeira vez que isso foi esclarecido a este repórter e o jornal carioca optou por dar continuidade a mentira que vem repetindo desde dezembro do ano passado", diz a nota da entidade

19 de Agosto de 2015

O ex-presidente Lula foi à Justiça contra o jornal O Globo para pedir reparação por danos morais em razão de reportagens publicadas pelo jornal que apontam que ele seria dono de um triplex no Guarujá, litoral de São Paulo, e que o apartamento estaria ligado de alguma forma ao doleiro Alberto Youssef, investigado na Lava Jato.

Em nota, o Instituto Lula acusa a publicação da família Marinho de cometer "graves mentiras", mesmo depois que a história havia sido esclarecida pela entidade. A nota ressalta a "gravidade das ilações e erros jornalísticos cometidos pelos jornalistas de O Globo" e afirma que o "mero registro burocrático" da publicação, justificando que a informação sobre o triplex teve como base declarações de vizinhos, "não compensa os danos morais causados pela veiculação de graves mentiras".

Abaixo, a íntegra da nota:

NOTA À IMPRENSA

Lula entra com ação contra O Globo por conta de mentiras sobre triplex no Guarujá

São Paulo, 19 de agosto de 2015,

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva entrou nesta terça-feira (18) com uma ação pedindo reparação por danos morais contra matéria publicada pelo jornal O Globo, intitulada "Dinheiro liga doleiro da Lava-Jato à obra de prédio de Lula". O diário carioca publicou no dia 12 de agosto uma reportagem na qual afirma que o ex-presidente seria dono de um apartamento triplex no Edifício Solaris, no Guarujá (SP), e que o empreendimento estaria ligado de alguma forma ao doleiro Alberto Youssef.

Antes da publicação do artigo, o Instituto Lula esclareceu ao jornalista, que Marisa Letícia, esposa do ex-presidente, adquiriu a prestações, uma cota no empreendimento e que a família do ex-presidente não tem nenhum apartamento, quanto menos um tríplex. Não foi a primeira vez que isso foi esclarecido a este repórter e o jornal carioca optou por dar continuidade a mentira que vem repetindo desde dezembro do ano passado.

O autor da matéria insistiu na versão mentirosa, com amplo destaque tanto na versão impressa do jornal, quanto na internet. O Instituto Lula respondeu ao Globo em nota no dia 14 "Lula não tem apartamento no Guarujá. E se tivesse?".

Em sua edição de sábado (15 de agosto), o jornal tentou justificar a atribuição da propriedade do imóvel pelo ex-presidente por informações passadas pela "vizinhança", ou seja, fez um jornalismo baseado em fofocas de corredor de prédio.

A ação demonstra que a matéria teve claro caráter difamatório e o mero registro burocrático do outro lado não compensa os danos morais causados pela veiculação de graves mentiras. Que foram criadas relações que não existem entre uma cota de empreendimento adquirida a prestações pela família do ex-presidente e Alberto Youssef, criminoso reincidente.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]