São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quarta-feira 23 de agosto de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.226 - Visualizações: 17.977.957 - Postagens: 31.406

Juristas pedem impeachment do ministro Gilmar Mendes do STF por falta de isenção e conduta partidária

Gilmar Mendes do PSDB

Postado em 14 de setembro de 2016

Um grupo de juristas protocolou no Senado nesta terça-feira (13) um pedido de impeachment contra o ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF). A representação acusa o magistrado, dentre outras infrações de “conduta partidária no exercício do mandato”.

Leia a íntegra do pedido de impeachment de Gilmar Mendes

Para os juristas, Mendes “tem-se mostrado extremamente leniente com relação a casos de interesse do PSDB e de seus filiados, tanto quando extremamente rigorosos no julgamento de casos de interesse do Partido dos Trabalhadores”. Dentre outros casos, o documento lembra de episódios como a crítica de Gilmar Mendes a Lei da Ficha Lima e acusa seus autores de “bêbados”.

Segundo o ex-ministro da Ciência e Tecnologia do governo Lula, Roberto Amaral, um dos nomes que assinam o pedido, Mendes “esta é a primeira iniciativa de uma longa luta contra a perigosa e anti republicana partidarização do Poder Judiciário e do STF de forma particular”. Para o jurista, que foi presidente do PSB e deputado federal, “a partidarização do judiciário é uma ameaça à República, ainda mais sendo este poder o único que não é eleito pela população”. A conduta de Gilmar, para Roberto Amaral, “fere a constituição com seu comportamento partidário”.

Além de Amaral, assinam a peça: os juristas Celso Antônio Bandeira de Mello, Fábio Konder Comparato, Sérgio Sérvulo da Cunha, Álvaro Augusto Ribeiro da Costa e direitos humanos Eny Raimundo Moreira. Ainda foram arroladas como testemunhas o escritor Fernando Morais, a historiadora Isabel Lustosa, o jornalista José Carlos de Assis, o ex-deputado Aldo Arantes e o professor Lincoln Penna.


(…)

1 comentários:

Manoel Oliveira disse...

HOJE AQUI NA TERRA DESSE CRIMINOSO GILMAR MENDES MATARAM DOIS PROCURADORES, OS SENHORES PENSAM QUE ESSE BANDO DE VAGABUNDOS TAMBÉM NÃO MORREM, O POVO ESTAR PASSANDO FOME E DOENTES E OS VELHOS ESTÃO DESNATURADOS POR ESTA DIREITA CRIMINOSA, ELES PROCURADORES PODEM TER UM EMPEACHMENT FEITO, SÓ OS POLITICOS QUEREREM, O NEFASTO RENAN CALHEIROS QUERIA FAZER DESSE MALANDRO JANOT, E ELE FICOU CALADINHO PARA NÃO PERDER ESSA MAMATA QUE O POVO PAGAM HA ESSE VAGABUNDOS. MUITO .

[ Deixe-nos seu Comentário ]