São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quinta-feira 14 de dezembro de 2017 - Ano: X - Edição: 3.345 - Visualizações: 19.638.129 - Postagens: 32.192

Confiança não voltou e economia deve encolher mais no terceiro trimestre


Depois de cinco meses de alta, a indústria recuou 3,8% em setembro em relação ao mês anterior; produção de bens duráveis recuou 9,3%, com o setor de veículos automotores, reboques e carrocerias encolhendo 10,4%; para a MCM Consultores, o PIB da indústria cairá novamente no terceiro trimestre, o que fará com que o PIB do terceiro trimestre tenha queda de 0,7% em relação ao trimestre anterior; com isso, o fim da recessão deve ficar para o quarto trimestre

5 DE OUTUBRO DE 2016

O tombo da produção industrial em agosto aponta para novo recuo do PIB no terceiro trimestre. Depois de cinco meses de alta, a indústria recuou 3,8% em relação ao mês anterior, feitos os ajustes sazonais. A produção de bens duráveis recuou 9,3%, com o setor de veículos automotores, reboques e carrocerias encolhendo 10,4%.

Além do recuo expressivo na fabricação de bens duráveis, influenciado especialmente pela paralisação de algumas montadoras de veículos, houve uma queda forte no segmento de bens intermediários, que reúne insumos e matérias-primas para a indústria. A fabricação de bens intermediários teve queda de 4,3% em relação a julho, revertendo a alta registrada nos dois meses anteriores nessa base de comparação.
O contraponto favorável foi a alta de 0,4% registrada pela produção de bens de capital. "Esse crescimento está alinhado com os sinais positivos vindos da retomada da confiança do empresariado industrial e do crescimento das importações no período", dizem economistas do Bradesco, ouvidos pelo jornal Valor Econômico.


Na visão da MCM Consultores, o PIB da indústria, depois de ter crescido no segundo trimestre, cairá novamente no terceiro. Para a consultoria, isso fará com que o PIB do terceiro trimestre tenha queda de 0,7% em relação ao trimestre anterior, na série livre de influências sazonais. Com isso, o fim da recessão deve ficar para o quarto trimestre.

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]