São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - segunda-feira 23 de outubro de 2017 - Ano: X - Edição: 3.293 - Visualizações: 18.935.765 - Postagens: 32.192

Delator que disse que deu o estádio do Corinthians a Lula, se livrou da cadeia


Bastou falar que o Itaquerão era do Lula, para ter sua proposta de pena reduzida a seis meses de regime domiciliar e mais seis meses em regime aberto

28/10/2016 - O delator que, segundo a Folha de S. Paulo do último domingo (23), disse que o Itaquerão foi uma “espécie de presente” da Odebrecht a Lula foi agraciado com uma proposta de pena que se resume a seis meses de regime domiciliar e mais seis meses em regime aberto.

Segundo informações do Valor, o empresário Emílio Odebrecht, de 71 anos, deve cumprir essa pena como “parte do acordo de delação premiada negociado na Operação Lava Jato e que envolve cerca de 80 pessoas ligadas ao grupo.”

Filho de Emílio, Marcelo Odebrecht, preso a mais de um ano pela Lava Jato, “deve cumprir um mínimo de três anos e meio em regime fechado, progredindo em seguida para o domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica. O tempo de prisão de Marcelo até agora será abatido do total da pena acordada. Ele está preso preventivamente desde 19 de junho de 2015.”

Nesta semana, o jornal O Globo divulgou que após oito meses de negociações, mais de 50 executivos, incluindo Marcelo, conseguiram fechar acordo de delação com a força-tarefa da Lava Jato.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]