São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - terça-feira 17 de outubro de 2017 - Ano: X - Edição: 3.287 - Visualizações: 18.935.765 - Postagens: 32.192

Padre Josenir Morais de Santana - Seis Anos de Saudade!


25/10/2016 

“Seduziste-me, Senhor, e eu me deixei seduzir.” Foi com esta oração Bíblica que nosso querido e amado Padre Josenir viveu alegre e apaixonadamente sua missão sacerdotal em São Gonçalo do Amarante.  Hoje, estamos aqui para agradecer a Deus por ter dado de presente a vida, a alegria e a disponibilidade desse irmão tão querido e amado.

“O Padre passa, os amigos permanecem”, com esta frase ele cativava e cuidava de todos que a ele buscavam apoio, sempre com simplicidade e amor ao próximo. Seu jeito carinhoso de nos ensinar a amar a Deus acima de tudo, atraia tanto as crianças, quanto aos jovens.

Padre Josenir recebeu a ordenação sacerdotal das mãos do Cardeal Aloísio Lorscheider então arcebispo metropolitano de Fortaleza, sendo um dos últimos sacerdotes ordenados pelo grande homem santo, motivo de muito orgulho, que talvez justifique aí o amor, a vocação, a dedicação, a fé pelo sacerdócio.

Semanalmente visitava os presidiários, os doentes e os idosos. Tinha sede de justiça atuava como um autêntico ‘defensor público’ junto ao então promotor Dr. Ribeiro ninguém ficaria preso injustamente, além de sua pena estabelecida pela justiça. Nos hospitais cobrava das autoridades melhores condições humanas para os pacientes, principalmente para os idosos. Nasceu para servir.
Um dia, nosso Senhor Jesus Cristo pediu a São Francisco para que reconstruísse sua igreja.  Como São Francisco, nosso querido Padre Josenir assumiu como prioridade em sua vida sacerdotal construir e reformar Igrejas.
E assim com esta missão o ‘construtor de igrejas’ chegou a São Gonçalo do Amarante, e logo percebeu a precariedade das igrejas e capelas da nossa paróquia, algumas até fechadas, Padre Josenir arregaçou as mangas literalmente e começou sua missão, reformou ou construiu as capelas de: Croatá, Umarituba, Russinha, Violete, Curral Grande, Várzea Redonda, Espinhos, Cágado, Caiçara, Lagoa do Mato, Salgado dos Moreiras, Melancias dos Josés, Passagem, Cardeiros, Camarões e por último a Igreja Matriz. Construiu ainda a casa e salão paroquial de Croatá preparando para transformar o distrito em paróquia como é hoje.

A Igreja Matriz de São Gonçalo do Amarante praticamente foi construída outra, dos 464,00m² de área passou para 865,00m², da antiga igreja só restou à torre e a nave, foi ampliada 4,00m nas laterais e 6,00m nos fundos, foram trocados: a coberta, o piso e as janelas, toda instalação elétrica, instalação de som, pintura, um novo altar e mais duas portas nas laterais. Foi construído ainda uma nova sacristia com espaço para reuniões e a capelinha de adoração ao santíssimo. Sempre com o cuidado de se manter os traços arquitetônicos originais. Com a transferência do Padre Josenir faltou apenas o revestimento externo, obra do atual pároco Padre Marcílio. A obra ficou tão bonita que Dom José Antônio arcebispo de Fortaleza a chamou de catedral.

Quando não foi entendido, quando não foi amado, mesmo quando caluniado, manteve o silêncio dos santos que tudo coloca nas mãos de Deus e continuava sua missão, pois tinha a convicção que estava somente ajudando a Deus Pai a implantar seu reino aqui na Terra, pelo amor, doação e generosidade.
Nunca soube o que era fazer algo ou amar alguém pela metade.  Sempre foi o homem e o padre das paixões.  Sempre defendeu nossa Igreja, Amava por inteiro e se doava por inteiro em tudo que empreendia. 
Padre Josenir escreveu seu nome ao lado de dois grandes sacerdotes que por aqui passaram e que jamais serão esquecidos pelo nosso povo, são eles Padre Eduardo Barros Leal e Padre José Ocelo Lemos.

“Que a tua mão esquerda não saiba o que faz a tua mão direita.” Jamais se ouviu nosso querido Padre Josenir se vangloriar do que tinha feito ou estava fazendo.  
Robério Soares

1 comentários:

Adnizio disse...

Morei quatro anos com o Josenir em Pindoretama e acompanhei toda a sua trajetória vivida em São Gonçalo do Amarante, saudades de um homem, padre e PAI. Hoje depois de seis anos de sua partida me orgulho por ter conhecido esse homem maravilhoso e que mudou minha vida, acreditando em meu potencial (palavras do Josenir)

[ Deixe-nos seu Comentário ]