São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - sexta-feira 20 de outubro de 2017 - Ano: X - Edição: 3.290 - Visualizações: 18.935.765 - Postagens: 32.192

A conta do fiasco do Natal é também da imprensa que está provando do próprio veneno


Os três principais jornalões do PIG, que apoiaram o golpe parlamentar de 2016, processo que quebrou a economia brasileira, são também responsáveis pelas manchetes que estampam nas suas páginas nesta terça-feira 27; no Estado, destaque para as 18 mil lojas fechadas em um ano – fato inédito; na Folha, o recuo de 9% nas vendas dos shoppings; no Globo, a queda geral de 4,8%; responsáveis por colocar Michel Temer no poder, os jornais são também sócios deste grande fracasso nacional, mas ainda devem um mea culpa coletivo ao País

27 de Dezembro de 2016

Nesta terça-feira 27, os três principais jornais do País publicam novas evidências de que o golpe parlamentar de 2016, processo iniciado logo após a reeleição de Dilma Rousseff, quebrou o Brasil.

Neste Natal, depois de quase oito meses de Michel Temer no poder, onde foi colocado pela imprensa conservadora, o Brasil constata o Natal mais melancólico de sua história.

No Estado de S. Paulo, destaque para as 18 mil lojas fechadas em um ano – fato inédito. Na Folha, o recuo de 9% nas vendas dos shoppings. No Globo, a queda geral de 4,8%.

Responsáveis por desestabilizar Dilma, por criar os condições para o golpe e colocar Temer no poder, os jornais são também sócios deste grande fracasso nacional, mas ainda devem um mea culpa coletivo ao País.

Numa entrevista recente ao 247, o presidenciável Ciro Gomes afirmou que a mídia brasileira padece de intoxicação ideológica. Por ódio às esquerdas, atenta contra o País e contra seus próprios interesses.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]