São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - sexta-feira 18 de agosto de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.221 - Visualizações: 17.954.957 - Postagens: 31.406

Ciro Gomes: o Brasil é governado por uma quadrilha


Em sua entrevista exclusiva ao 247, o presidenciável Ciro Gomes afirmou que o Brasil hoje é governado por uma quadrilha; "vão cair um por um", disse ele, referindo-se a Michel Temer e a toda sua entourage, como os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco; Ciro também falou sobre suas propostas para a economia e disse que o grande desafio brasileiro é se libertar da lógica do rentismo; em relação à governabilidade, ele afirmou que seu modelo seria o de Itamar Franco, que, mesmo sem maioria no Congresso, conseguiu domar os parlamentares; Ciro disse ainda que o maior erro da presidente Dilma Rousseff foi ceder a Eduardo Cunha no episódio que levou à demissão de seu irmão Cid Gomes, que havia se referido a Cunha como "achacador" – segundo Ciro, a história mostrou quem tinha razão

10 de Dezembro de 2016

Em sua entrevista exclusiva ao 247, o presidenciável Ciro Gomes afirmou que o Brasil hoje é governado por uma quadrilha.

"Vão cair um por um", disse ele, referindo-se a Michel Temer e a toda sua entourage, como os ministros Eliseu Padilha e Moreira Franco. "O Padilha era chamado de Eliseu Quadrilha, no governo FHC, quando organizava o mensalão a partir do ministério dos Transportes", diz ele.

Ciro também falou sobre suas propostas para a economia e disse que o grande desafio brasileiro é se libertar da lógica do rentismo. "Os empresários sabem que vão mal no chão de fábrica mas investem seus excedentes na taxa de juros", afirma.

Em relação à governabilidade, ele afirmou que seu modelo seria o de Itamar Franco, que, mesmo sem maioria no Congresso, conseguiu domar os parlamentares.

Ciro disse ainda que o maior erro da presidente Dilma Rousseff foi ceder a Eduardo Cunha no episódio que levou à demissão de seu irmão Cid Gomes, que havia se referido a Cunha como "achacador" – segundo Ciro, a história mostrou quem tinha razão.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]