São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quinta-feira 17 de agosto de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.220 - Visualizações: 17.954.957 - Postagens: 31.406

Com três tucanos abatidos pela Odebrecht, FHC autor do pior governo da história se apresenta para 2017



Nesta sexta-feira 9, foi a vez de Geraldo Alckmin, o "santo", ser acusado de receber propina de R$ 2 milhões da Odebrecht, em espécie, por meio do cunhado; a mesma empreiteira também acusou Aécio Neves, o articulador do golpe de 2016, de ser bancado por seu marqueteiro, com recursos da construtora; contra José Serra, o "careca", veio a acusação mais grave: R$ 23 milhões na Suíça; embora políticos do PSDB tenham imunidade jurídica no Brasil, com os três presidenciáveis do PSDB abatidos, uma nova solução pode vir a ganhar força: a volta de FHC, em 2017, por meio de eleições indiretas, ideia que já foi lançada por Xico Graziano, assessor do ex-presidente; será?

9 DE DEZEMBRO DE 2016

A história recente do Brasil demonstra que políticos do PSDB têm imunidade jurídica no Brasil. Eduardo Azeredo, por exemplo, que foi o pai do mensalão tucano, ainda não foi julgado. João Doria Júnior, logo depois de ser eleito prefeito de São Paulo, disse que nenhum tucano será preso na Lava Jato.

No entanto, apesar de estarem numa categoria de brasileiros "acima da lei", os três principais presidenciáveis tucanos já foram alvejados pela Lava Jato.

Nesta sexta-feira 9, foi a vez de Geraldo Alckmin, o "santo", ser acusado de receber propina de R$ 2 milhões da Odebrecht, em espécie, por meio do cunhado.

A mesma empreiteira também acusou Aécio Neves, o articulador do golpe de 2016, de ser bancado por seu marqueteiro, com recursos da construtora.

Contra José Serra, o "careca", veio a acusação mais grave: R$ 23 milhões na Suíça.

Nesse contexto, uma nova solução pode vir a ganhar força: a volta de FHC, em 2017, por meio de eleições indiretas, ideia que já foi lançada por Xico Graziano, assessor do ex-presidente. Isso, claro, se FHC, que ajudou a das o controle da petroquímica brasileira à Odebrecht, não vier a ser também delatado.

O presidenciável Ciro Gomes, do PDT, no entanto, avalia que os tucanos não serão eliminados do jogo – mesmo estando delatados – porque seus escândalos não serão novelizados pela Globo, em horário nobre. Segundo ele, a ética é, no Brasil, um instrumento de manipulação das massas.


Leia mais no Brasil 247

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]