São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quarta-feira 16 de agosto de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.219 - Visualizações: 17.954.957 - Postagens: 31.406

Golpistas do PSDB estão pagando a conta do golpe que deram ao País


A pesquisa Datafolha divulgada nesta semana revela que a população começa a se dar conta do papel destrutivo que o PSDB desempenhou no golpe contra a democracia brasileira, que produziu a maior recessão de todos os tempos no País; entre março e dezembro, o senador Aécio Neves caiu de 19% a 11%, enquanto Geraldo Alckmin foi de 11% a 8% e José Serra de 13% a 9%; nenhum dos três passaria para o segundo turno e todos estão citados nas delações da Odebrecht; Aécio é acusado de ser bancado pelo marqueteiro, Alckmin de receber R$ 2 milhões por meio do cunhado e Serra de ter levado R$ 23 milhões na Suíça; se isso não bastasse, os três também se associaram, em maior ou menor grau, ao maior desastre da história do Brasil, que é o governo Temer

13 DE DEZEMBRO DE 2016

O PSDB fez um péssimo negócio ao abraçar a política do 'quanto pior, melhor' para golpear a democracia, derrubar a presidente Dilma Rousseff e instalar Michel Temer na presidência da República.

Os resultados dessa aposta estão no Datafolha desta semana, que apontou crescimento e liderança do ex-presidente Lula em todos os cenários.

No primeiro, Lula foi de 17% a 25%, entre março e dezembro, enquanto Aécio Neves (PSDB-MG), personificação do golpe, caiu de 19% a 11%. O tucano ficaria fora do segundo turno, atrás de Marina Silva, que recuou de 21% a 15%.

No segundo cenário, Lula foi de 17% a 26%, enquanto Geraldo Alckmin caiu de 11% a 8%. O governador paulista também ficaria fora do segundo turno, disputando a quarta posição com Jair Bolsonaro.

No terceiro cenário, Lula foi de 17% a 25%, enquanto José Serra caiu de 13% a 9%. O chanceler também ficaria fora do segundo turno, disputando a quarta posição com Bolsonaro.

Além disso, todos estão citados nas delações da Odebrecht. Aécio é acusado de ser bancado pelo marqueteiro (aqui), Alckmin de receber R$ 2 milhões por meio do cunhado (aqui) e Serra de ter levado R$ 23 milhões na Suíça (aqui).

Se isso não bastasse, os três também se associaram, em maior ou menor grau, ao maior desastre da história do Brasil, que é o governo Temer.



1 comentários:

Manoel Oliveira disse...

AINDA BEM QUE GRANDE PARTE DO POVO DE SAO PAULO ESTÃO VENDO ELES SE DIGLADIANDO VÃO MORRER , COMO OS PEIXES MORRER , POR FALTA DE ALGUNS BURROS CORRENDO CONTRA OS POBRES IGNORANTES POIS NÃO SABEM NADAR SOZINHOS, ME DEIXEM MORRER OU ME CULPEM

[ Deixe-nos seu Comentário ]