São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - sexta-feira 20 de outubro de 2017 - Ano: X - Edição: 3.290 - Visualizações: 18.935.765 - Postagens: 32.192

Destaque do Carnaval: no País em que Doria faz papel de gari, Temer se fantasia com a faixa presidencial


Por Kiko Nogueira | 26/01/2017

Se estamos vivendo numa farsa completa, num carnaval institucional violento sem hora para terminar, nada mais natural que Temer se sinta à vontade para envergar a faixa presidencial.

Ao longo dos últimos meses, ele vinha titubeando em fazer o retrato com um papo furado de que era contra o “culto à personalidade”.

Alguém da turma — Gilmar, por exemplo — deve ter falado num desses jantares no Jaburu: “Pô, Michel, para com isso, mano”.

Como é que alguém que conspira, corrompe, se alia a uma corja, é amigo de Eduardo Cunha, ajuda um sujeito como Geddel Vieira, pode ter esse tipo de prurido?

Não faz sentido.

O veterano Orlando Britto fez a foto sob a “direção” de Elsinho Mouco, o gênio do marketing que costuma anotar o que vem da usina de ideias de Michelzinho, o pequeno prodígio.

“A intenção da foto é passar serenidade e confiança. É tudo o que se espera de um líder que está no comando e tem a missão de tirar o país do caos e resgatar a esperança”, disse Elsinho à Folha de S.Paulo.

Com toda essa pretensão, o resultado é o que você vê abaixo, com efeitos vagabundos de photoshop. Você faz melhor em qualquer aplicativo de iPhone. 

Temer se junta ao prefeito de São Paulo na galeria dos grandes líderes que se amarram em fantasias. O prefeito já se vestiu de gari, jardineiro, cadeirante etc. Ele é tudo, menos prefeito.

Já Michel Temer queimou essas etapas fetichistas e, ao invés de fuçar no guarda roupa dos funcionários, foi direitamente para a roupinha de presidente.

Em comum, o fato de que, usem o que quiserem, ambos continuarão sendo uma fraude.

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]