São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - sexta-feira 20 de outubro de 2017 - Ano: X - Edição: 3.290 - Visualizações: 18.935.765 - Postagens: 32.192

Michel Temer amplia pobreza e devolve meio milhão de famílias ao bolsa família


O desastre econômico produzido por Michel Temer em 2016 levou 519,5 mil famílias de volta ao Bolsa Família; o número é recorde e revela a quantidade de brasileiros que voltaram à situação de pobreza extrema, recorrendo novamente ao benefício; em 2015, quando o Brasil foi governado na prática pela aliança do "quanto pior, melhor", feita entre Aécio Neves (PSDB-MG) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ), outras 423,6 mil famílias retornaram ao Bolsa Família; ou seja: o custo do golpe é de quase 1 milhão a mais de famílias em situação de extrema pobreza; neste dois anos, em que a presidente Dilma Rousseff foi primeiro sabotada por Aécio e Cunha e depois derrubada por Temer, 5 milhões de brasileiros perderam seus empregos


12 DE FEVEREIRO DE 2017

O golpe de 2016, semeado em 2015 pela aliança entre Aécio Neves (PSDB-MG) e Eduardo Cunha (PMDB-RJ), fez com que quase 1 milhão de famílias retornassem à situação de pobreza extrema no Brasil e voltassem ao Bolsa Família.

No ano passado, o desastre econômico produzido por Michel Temer levou 519,5 mil famílias de volta ao Bolsa Família.

O número é recorde e revela a quantidade de brasileiros que voltaram à situação de pobreza extrema, recorrendo novamente ao benefício.

Em 2015, quando o Brasil foi governado na prática pela aliança do "quanto pior, melhor", feita entre Aécio e Cunha, outras 423,6 mil famílias retornaram ao Bolsa Família.

Ou seja: o custo do golpe é de quase 1 milhão a mais de famílias em situação de extrema pobreza.

Neste dois anos, em que a presidente Dilma Rousseff foi primeiro sabotada por Aécio e Cunha e depois derrubada por Temer, 5 milhões de brasileiros perderam seus empregos.

Os dados são de reportagem da jornalista Renata Mariz, publicada no jornal O Globo.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]