São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quinta-feira 14 de dezembro de 2017 - Ano: X - Edição: 3.345 - Visualizações: 19.638.129 - Postagens: 32.192

Michel Temer para 'estancar a sangria da Vaza Jato’ deve indicar tucano ao STF e dar a Justiça a PMDB


O tucano Alexandre de Moraes deve ser o novo ministro do Supremo Tribunal Federal, e tem o apoio de políticos do PMDB e do PSDB delatados na Lava Jato; projeto para "estancar a sangria", como defendia o senador Romero Jucá (PMDB-RR), contempla ainda a entrega do ministério da Justiça a um nome do PMDB; indicação do tucano foi discutida em nova reunião de Temer com o ministro Gilmar Mendes nesse domingo, 5; com isso, completa-se o trabalho de confinar a Lava Jato ao PT e livrar todas as outras forças políticas

6 DE FEVEREIRO DE 2017

Michel Temer deve indicar o ministro da Justiça, Alexandre de Moraes para o Supremo Tribunal Federal (STF), na vaga deixada com a morte de Teori Zavascki.

Segundo reportagem da Folha de S. Paulo desta segunda-feira, 6, na noite desse domingo (5), Temer teve nova reunião com o ministro Gilmar Mendes, do STF, no Palácio do Jaburu, para discutir as opções à vaga de Teori Zavascki.

O projeto para "estancar a sangria", como defendia o senador Romero Jucá (PMDB-RR), contempla ainda a entrega do ministério da Justiça a um nome do PMDB.

A legenda tem se queixado da perda de espaço no governo. Hoje, o partido do presidente tem apenas uma pasta a mais que o PSDB, o que tem sido apontado nos bastidores por parlamentares do partido como uma prova de que o espaço ocupado pela sigla está subdimensionado.

O comando da Secretaria de Governo, que antes tinha como titular Geddel Vieira Lima (PMDB), foi entregue ao deputado Antonio Imbassahy (PSDB-BA).

Com a indicação de Moraes para o STF, completa-se o trabalho de confinar a Lava Jato ao PT e livrar todas as outras forças políticas.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]