São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - terça-feira 27 de junho de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.169 - Visualizações: 16.810.098 - Postagens: 31.078

Isso é uma vergonha! Gilmar mendes ministro do STF faz jantar para políticos investigados


Ministro do Supremo Tribunal Federal recebeu em sua casa políticos que são alvo de pedidos de inquérito do procurador-geral Rodrigo Janot, além de Michel Temer, acusado de organizar um encontro no Jaburu para pedir R$ 10 milhões do caixa dois da Odebrecht; lista dos convidados do convescote de Gilmar inclui José Serra, suspeito de receber R$ 23 milhões na Suíça, e Aécio Neves, o político tarja preta delatado por esquemas em Furnas, no Banco Rural e nas obras da Cidade Administrativa de Minas Gerais; também participaram do encontro nomes como Rodrigo Maia, Eunício Oliveira e Agripino Maia, todos também investigados por propinas e caixa dois; em Brasília, ninguém se preocupa mais com as aparências

16 DE MARÇO DE 2017

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e ministro do STF, Gilmar Mendes, recebeu em sua casa na noite desta quarta-feira (15)  Michel Temer e alguns dos principais políticos da base do governo para costurar um acordo em torno de uma reforma política. O grupo reuniu alguns dos principais nomes na lista de investigados da Odebrecht, como os senadores José Serra, Aécio Neves e Agripino Maia, além dos presidentes da Câmara e do Senado, Rodrigo Maia e Euníco Oliveira.

Um dos pontos centrais é um novo modelo de financiamento de campanhas, na esteira do debate da criminalização de doações eleitorais.

As informações são de reportagem de Marina Dias, Bruno Boghossian, Pedro Ladeira e Daniela Lima na Folha de S.Paulo.

"O jantar, em uma residência de Gilmar no setor de mansões isoladas em Brasília, foi organizado em homenagem aos 75 anos do senador José Serra (PSDB-SP), que serão completados no domingo (19).

Além de Temer, estavam entre os presentes o presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), os senadores Aécio Neves (PSDB-MG) e Agripino Maia (DEM-RN), o ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça) Mauro Campbell, além de embaixadores e outros convidados.

Temer chegou à casa de Mendes perto das 23h, após participar de um jantar com senadores do PMDB.

Essa é a segunda vez em quatro dias que políticos da base do governo se reúnem para tratar de projetos que podem ser votados no Congresso com o objetivo de criar um novo modelo para o financiamento de campanha. Na manhã desta quarta, Temer se reuniu no Palácio do Planalto com Mendes, Maia e Eunício para discutir o assunto."


1 comentários:

Unknown disse...

Pergunto: Se um Juiz da Suprema Corte Americana, oferecer um jantar para políticos investigados por corrupção nos EUA, isso seria visto com naturalidade? Ou ficaria sem punição exemplar ao Juiz?
Mas num País onde a PROSTITUIÇÃO INTITUCIONALUZADA é comum, uma SIRVA a mais ou a menos, tudo passará incólume.
BraZil (com Z mesmo)

[ Deixe-nos seu Comentário ]