São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quarta-feira 24 de maio de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.136 - Visitas: 16.658.521 - Postagens: 31.078

Moro condena Eduardo Cunha a 15 anos de prisão. E agora: vai delatar Temer?



Condutor do golpe de 2016, o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) acaba de ser condenado pelo juiz Sérgio Moro a 15 anos e quatro meses de prisão, o que pode aproximar o ex-parlamentar de uma delação premiada; Cunha já demonstrou ter munição contra Michel Temer, após entregar o peemedebista em questionamentos sobre irregularidades em recebimento de recursos de empreiteiras, o que para Moro foi visto como uma tentativa de intimidação e chantagem; recentemente, notícias deram conta de que o ex-deputado estava prestes a surtar dentro da prisão, mais um sinal de que pode abrir o bico


30 DE MARÇO DE 2017

O juiz Sergio Moro, da Lava Jato, condenou nesta quinta-feira 30 o deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) a 15 anos de 4 meses de prisão por corrupção, lavagem de dinheiro e evasão de divisas. Cunha, que já está preso, deve cumprir a pena em regime fechado.

A condenação de Cunha, condutor do golpe de 2016, que tirou Dilma Rousseff do poder, pode aproximar o ex-parlamentar de uma delação premiada. Da prisão, ele já demonstrou ter munição contra Michel Temer, além de influência em seu governo.

O ex-deputado entregou questionamentos que apontavam o envolvimento de Temer em irregularidades em recebimento de recursos de empreiteiras, o que para Moro foi visto como uma tentativa de intimidação e chantagem. O juiz barrou metade das perguntas enviadas por Cunha ao presidente.

Recentemente, notícias deram conta de que o ex-deputado estava prestes a surtar dentro da prisão, mais um sinal de que pode abrir o bico.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]

INFORMES DA JUSTIÇA ELEITORAL