São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quarta-feira 28 de junho de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.170 - Visualizações: 16.810.098 - Postagens: 31.078

‘Padilha deu os endereços para entrega de propina’, diz delator da Odebrecht


Em depoimento prestado ao ministro Herman Benjamin, do TSE, o ex-executivo da Odebrecht José de Carvalho Filho disse que o ministro da Casa Civil e Michel Temer, Eliseu Padilha, lhe passou "todos os endereços" para o pagamento de R$ 4 milhões destinados ao PMDB durante a campanha eleitoral de 2014; ele confirmou quem um dos locais indicados por Padilha foi o escritório de José Yunes, amigo e ex-assessor de Michel Temer (PMDB); Carvalho Filho desmontou a versão de Yunes e disse não conhecer o empresário Lúcio Funaro: "Nunca vi o Lúcio Funaro, nunca estive com o Lúcio Funaro e não sei quem é o Lúcio Funaro"

24 DE MARÇO DE 2017

A situação do ministro da Casa Civil e braço direito de Michel Temer, Eliseu Padilha, se agrava ainda mais. Em depoimento ao ministro Herman Benjamin, relator do pedido de cassação da chapa Dilma-Temer do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o ex-executivo da Odebrecht José de Carvalho Filho disse Padilha lhe passou todos os endereços para o pagamento de R$ 4 milhões destinados ao PMDB durante a campanha eleitoral de 2014.

Carvalho Filho confirmou que entre os endereços repassados por Padilha está o escritório de José Yunes, amigo e ex-assessor de Michel Temer (PMDB). A entrega do dinheiro teria ocorrido no dia 4 de setembro de 2014. "Todos os endereços, esses e os outros que eu não me lembro me foram dados pelo Eliseu Padilha", disse Carvalho Filho.

"Procurei depois o Eliseu Padilha, no escritório dele, comentei o fato, ele já sabia, evidente, e solicitei dele os endereços que eles poderiam receber e quem fez essa operação foi Operações Estruturadas. A sistemática era: eu chegava expor até ele e ele me fornecia o endereço, eu transmitia ao sistema de Operações Estruturadas a sra. Maria Lúcia (ex-secretária da Odebrecht), que uns dias depois, me entregava uma senha. Eu pessoalmente entregava essa senha, entreguei essa senha ao Sr. Eliseu Padilha", afirmou José de Carvalho Filho.

O ex-executivo da Odebrecht também relatou que não conhece o empresário Lúcio Funaro. "Nunca vi o Lúcio Funaro, nunca estive com o Lúcio Funaro e não sei quem é o Lúcio Funaro", disse Carvalho.

As novas revelações podem abrir margem para que a defesa da presidente deposta Dilma Rousseff volte a pedir que Padilha e Yunes sejam ouvidos na ação de cassação. No dia 14 deste mês, o ministro Herman Benjamin negou pedido apresentado pela defesa de Dilma Rousseff para que Padilha e Yunes prestassem depoimentos na Justiça Eleitoral.

"Não houve referência, no conjunto probatório até aqui produzido, de fatos concernentes à atuação de Eliseu Padilha ou José Yunes que tenham correlação direta com o objeto desta causa, isto é, o financiamento da chapa Dilma-Temer em 2014", escreveu Benjamin em sua decisão.

Cunha entrou no negócio


Ao ministro Herman Benjamin, Carvalho Filho também contou que recebeu um telefonema do deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), reclamando que não teria recebido R$ 500 mil. "Tivemos uma discussão acalorada ao telefone. Achei estranho e comuniquei ao Cláudio (Cláudio Melo, ex-diretor de Relações Institucionais da Odebrecht): 'Cláudio, o fato foi esse e vamos esclarecer junto ao Eliseu'. Logo depois fomos ao Eliseu e esclarecemos. Ele achou muito estranho este fato e disse: 'Olha, se o endereço que eu dei e se fosse realmente entregue, o Sr. Yunes é uma pessoa de mais ou menos setenta anos, é de minha confiança, dificilmente não teria registrado isso". Isso causou um constrangimento a mim. (...) O mal-estar permaneceu e a empresa tomou, deliberou fazer outro pagamento de 500 (quinhentos) mil reais no valor, aquele que deu origem ao processo em discussão", afirmou o ex-executivo.

1 comentários:

Manoel Oliveira disse...

CHEGUEI COMPANHEIROS DE RIBEIRÃO PRETO AFIADO COM ESSE BANDO DE CRIMINOSOS DO PSDB E PMDB E DEM , PRB E PSC ETC.ESSES CRIMINOSOS FIZERAM UMA TERCEIRIZAÇÃO QUE E UMA COISA QUE OS ÓRGÃOS PÚBLICOS COLOCAM PESSOAS POBRES COITADAS QUE FORAM PRODUZIDAS PELA DITADURA DO PMDB E SEU PRIMO CRIMINOSO PSDB E DEM, ETC. SÓ PARA ROUBAR ESSES ÓRGÃOS PÚBLICOS E QUEBRAR TUDO QUE ELES VEREM PELA FRENTE.FICAM COM RAIVA DESSAS EMPRESAS PERVERSAS. FICAM UM DETERMINADO PERÍODO, DEPOIS PERDEM PARA OUTRA CONCORRENTE, TERCEIRIZADA, AO TERMINAR O PRAZO QUE AQUELA EMPRESA PASSOU , HA UMA OUTRA VÃO DISPUTAR. QUEM GANHAR VAI FAZER UM TRABALHO COM ESSAS PESSOAS POBRES E IGNORANTES COITADOS. E ALGUMAS NÃO QUEREM FICAM DESEMPREGADAS ROUBANDO. POIS NÃO TEM NENHUMA CLASSIFICAÇÃO. MAS O PIOR DE TUDO QUE O QUE EXISTE DE PESSOAS DE ÓRGÃOS PÚBLICOS , ELES FAZEM TANTOS ROUBOS COMBINADOS QUE SÓ DEPOIS O QUE PERDE FICOU COM RAIVA , E VAI CRIAR ATRITO E A POLICIA FEDERAL , NÃO SAI AQUI DE DENTRO DA UFMT DE CUIABÁ.E ISSO E EM TODOS OS ÓRGÃOS FEDERAIS, ESTADUAIS E MUNICIPAIS DE TODO O BRASIL. SE FOSSE FAZER UMA CPMI. VOCÊS VIRIAM O TANTO DE CRIMES E ROUBOS POR PARTE DESSES BANDOS.ESSE GOVERNO DESSE MICHEL MERDA TEMER E ESSE DOIDO GILMAR MENDES E O SERGIO MORO QUE VIVEM ESCONDENDO O PSDB CRIMINOSO, E UM ROLO, VOCÊS VIRAM O QUE OCORREU COM O PROCURADOR JANOT E ESSE DESORIENTADO GILMAR DOIDO MENDES. A GORA INVENTARAM A GLOBO COM RAIVA DAS OPOSIÇÕES E DO PDT E PT, PC DO B, PCB ETC. DIZER ONTEM QUE A PRESIDENTE DILMA SABIA ESSES CRIMINOSOS DA FAMÍLIA MARINHO VAGABUNDOS, QUE VIVEM PEDINDO DINHEIRO PARA UM TAL DE CRIANÇA ESPERANÇA, MENTIROSO E CRIMINOSO E UM TAL DE BBB, E QUEM SUSTENTAM ESSA EMPRESA GLOBO QUASE QUEBRADA SE JUNTAM COM ESSE BANDO DO PSDB DE SAO PAULO, COMANDADO POR ESSE BANDIDO GERALDO ALCKMIN,QUE ACABOU COM A USP, A POLICIA MILITAR DEU ENTREVISTA ESCONDIDO NO JORNAL DO SBT, QUE A POLICIA MILITAR DE SAO PAULO, ESTAR FAMINTA E FAZ MUITO TEMPO QUE NÃO DAR AUMENTO. EU CHEGUEI HA TRÊS DIAS DE RIBEIRÃO PRETO, S.P. DA USP DE RIBEIRÃO, MÉDICOS MEUS CONHECIDOS DISSERAM QUE ELE QUER PRIVATIZAR A USP, SÓ JA NÃO O FEZ , PORQUE TEM A PARTE DA EDUCAÇÃO QUE TEM UMA PARTE DELA QUE E DO MEC, E NÃO CONSEGUIU.MAS COLOCOU 3000 MÉDICOS FORA DA USP, E UM CAUS , UMA TÉCNICA DE ENFERMAGEM GANHA 1000 POR MÊS, E UMA MISÉRIA NÃO PASSA FOME PORQUE . VOLTA DE NOVO, DURANTE O DIA PARA FAZER HORA EXTRA, QUER DIZER TRABALHA DE DIA E NOITE PARA SOBREVIVER.ESSE E ESSE BANDIDO GERALDO ALCKMIN, DO PSDB, IMAGINE SE ESSE DOIDO CHEGASSE , QUE NUNCA FAZ SER PRESIDENTE DESSE PAIS.AQUI COM CERTEZA VIRARIA UM SUDÃO DO SUL , PURA MISÉRIA,VAMOS CONTINUAR DESTRUINDO A GLOBO E O PSDB E O SERGIO MORO E O GILMAR MENDES . ATE ALGUÉM DO PSDB OU VÁRIOS SEREM PRESOS.

[ Deixe-nos seu Comentário ]