São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - sexta-feira 18 de agosto de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.221 - Visualizações: 17.954.957 - Postagens: 31.406

Patético: Blairo Maggi proíbe exportações proibidas pelos compradores


O escândalo da carne teve mais um capítulo patético nesta segunda-feira; para demonstrar iniciativa, o ministro Blairo Maggi proibiu as exportações de carne de 21 empresas atingidas pela Operação Carne Fraca, depois que os principais compradores, como China, União Europeia, Coreia e até mesmo o Chile, embargaram as importações brasileiras; desastre comercial envolve ainda o ministro da Justiça de Michel Temer, Osmar Serraglio, que pressionou a ex-ministra Kátia Abreu para manter no cargo o chefe da máfia dos fiscais agropecuários; ontem à noite, Michel Temer foi a uma churrascaria de carnes importadas com embaixadores, mas seu lobby não funcionou; Brasil pode perder exportações de US$ 15 bilhões ao ano por conta de uma esquema de propinas para PP e PMDB; detalhe: as carnes que não poderão ser exportadas podem ser vendidas no mercado interno

20 DE MARÇO DE 2017

O escândalo da carne teve mais um capítulo patético nesta segunda-feira.

Para demonstrar iniciativa, o ministro da Agricultura, Blairo Maggi, proibiu as exportações de carne de 21 empresas atingidas pela Operação Carne Fraca, depois que os principais compradores, como China, União Europeia, Coreia e até mesmo o Chile, já haviam embargado as importações brasileiras.

Na Operação Carne Fraca, grandes exportadoras, como BRF e JBS, foram atingidas por acusações falsas, como a de que misturavam papelão em carnes de frango.

Como os estrangeiros não são responsáveis pela baderna brasileira, tomaram as providências que julgam adequadas. "A Comissão garantirá que quaisquer dos estabelecimentos implicados na fraude sejam suspensos de exportar para a União Europeia", disse o porta-voz da Comissão Europeia Enrico Brivio.

O desastre comercial envolve ainda o ministro da Justiça de Michel Temer, Osmar Serraglio, que pressionou a ex-ministra Kátia Abreu para manter no cargo o chefe da máfia dos fiscais agropecuários, sobre quem já pairavam suspeitas há muito tempo (saiba mais aqui).

Ontem à noite, Michel Temer foi a uma churrascaria de carnes importadas com embaixadores, mas seu lobby não funcionou. Até agora, ele não demitiu Serraglio nem cobrou providências da PF pelos erros da Operação Carne Fraca. Sem comando, o Brasil vai sendo desmoralizado na imprensa internacional (leia mais aqui).

Depois do escândalo da carne, o Brasil pode perder exportações de US$ 15 bilhões ao ano por conta de uma esquema de propinas para PP e PMDB. Apenas para a China, maior comprador brasileiro, as exportações de carne brasileira passaram de US$ 445 milhões, em 2013, para US$ 1,75 bilhão, em 2016.

Detalhe: as carnes que não poderão ser exportadas podem ser vendidas no mercado interno.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]