São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - sábado 19 de agosto de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.222 - Visualizações: 17.954.957 - Postagens: 31.406

Rodrigo Maia quer acabar com a Justiça do Trabalho, “protege” muito o trabalhador


 

Se alguém precisava de alguma prova de que um verme moral preside a Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, a  deu hoje

09/03/2017

Veja o que ele diz no Estadão:

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu fortemente a mudança da legislação trabalhista nesta quarta-feira, 8, e, ao reclamar do excesso de regras para a relação entre patrão e empregado, sugeriu que a Justiça do Trabalho “não deveria nem existir”. Contrariado com a proposta de reforma considerada “tímida” produzida pelo governo, Maia disse que a Câmara deve dar “um passo além”


Esta camada de políticos, filhos de políticos, que jamais trabalhou na vida, exceto por indicação paterna quer abolir o único instrumento jurídico que temos contra a escravidão patronal.

Poucos estão se dando conta que o retrocesso na vida brasileira não é de décadas, é de século.
Vamos para a escravidão, em nome de um progresso econômico que nos chantageia.
Já temos um trabalhador que ganha menos que os da “escravidão asiática”
Trabalhador não precisa ter justiça. Estão, coitados, sob o tacão da legislação varguista, fascistoide, inspirada na Carta del Lavoro,como uma legião de idiotas acadêmicos se dedicou a atacar o regime de defesa do trabalho do varguismo.

Tão ruim que o poder econômico faz tudo para abolir.

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]