São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quarta-feira 22 de novembro de 2017 - Ano: X - Edição: 3.323 - Visualizações: 19.422.689 - Postagens: 32.192

João Doria chama mais de 30 milhões de brasileiros de “vagabundos”




29 de abril de 2017 

Esse é o número de pessoas estimado que aderiu à greve geral – que foi notícia no mundo inteiro – nesta sexta-feira (28). Para o prefeito tucano, grevistas são “preguiçosos” e ainda receberam R$100 para sais às ruas nas manifestações.

O prefeito de São Paulo, João Doria Jr (PSDB), que fugiu dos bloqueios da greve geral em São Paulo nesta sexta-feira (28) com seu helicóptero, disse ao jornal Folha de S. Paulo que os grevistas são “vagabundos” e “preguiçosos”. Estima-se, de acordo com as centrais sindicais, que mais de 30 milhões de brasileiros cruzaram os braços neste dia de mobilizações contra o governo Temer e suas reformas.

Como já é de praxe, em uma tentativa de provocação e mirando uma candidatura em 2018, o tucano disse, na mesma entrevista, que “Lula nunca trabalhou e sempre ganhou sem trabalhar”. O ex-apresentador de TV, que vem afirmando que não apoia greve alguma, ainda ficou bravo quando perguntado o motivo pelo qual, então, apoiou uma greve contra a ex-presidenta Dilma.

Desta vez, ele cortou o ponto de funcionários do município que aderiram à paralisação.

Doria, em outra entrevista, desta vez à rádio Eldorado FM, ainda foi além e deu uma informação absurda: para ele, cada manifestante que saiu às ruas recebeu R$100 das centrais sindicais.

Em São Paulo, estima-se que mais de 100 mil pessoas tenham comparecido ao Largo da Batata na manifestação que foi até a casa de Michel Temer. Se considerarmos que possa ter ido muito menos gente que o número estimado, algo em torno de 20 mil pessoas, as centrais deveriam desembolsar para pagar os manifestantes, de acordo com a tese de Doria, pelo menos R$2 milhões.

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]