São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - segunda-feira 24 de abril de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.107 - Visitas: 15.367.611 - Postagens: 30.871

Renan Calheiros humilha Michel Temer: “bastava ter ouvido”

 O senador Renan Calheiros, líder do PMDB no Senado e oposicionista de Michel Temer, disse que o recuo de Temer em pontos principais da reforma da Previdência deveria ter sido feito antes; "Esses recuos do governo mostram que é possível fazer reforma da Previdência para a próxima década sem seguir a conta da banca (R$ 738 bilhões em 10 anos), sem empobrecer o Nordeste e sem penalizar os trabalhadores. Bastava ter ouvido antes", alfinetou Renan, em nota


6 DE ABRIL DE 2017

Do Infomoney - Após ter feito duras críticas ao governo nos últimos dias, o líder do PMDB no Senado, Renan Calheiros, comentou desta vez o "recuo" do presidente Michel Temer em alguns pontos da reforma da Previdência, alfinetando: "bastava ter ouvido antes".

Ele usou o discurso de penalização dos pobres do Nordeste, sua base eleitoral, para tentar ganhar moral em um momento em que tem perdido força política. "Esses recuos do governo mostram que é possível fazer reforma da Previdência para a próxima década sem seguir a conta da banca (R$ 738 bilhões em 10 anos), sem empobrecer o Nordeste e sem penalizar os trabalhadores. Bastava ter ouvido antes", alfinetou Renan, em nota.

Mais cedo, o relator da reforma da Previdência, Arthur Maia (PPS-BA), comunicou que cinco pontos da proposta de reforma da Previdência, que envolvem regras de transição, medidas para trabalhadores rurais, pensões e aposentadorias especiais e regras de benefícios de prestação continuada, serão alterados.


Em coletiva de imprensa, Maia afirmou que, apesar das mudanças, a PEC da Previdência vai manter o equilíbrio fiscal do país. Já o deputado Carlos Marun afirmou que o relatório será lido no dia 18 de abril.

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]