São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - domingo 20 de agosto de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.223 - Visualizações: 17.954.957 - Postagens: 31.406

ALEX SOLNIK | Nada mais salva temer

"Temer está parecendo aquele peixe que se debate desesperadamente depois de cair na rede, mas sabe que a luta será inglória", compara o colunista Alex Solnik; jornalista lembra que Michel Temer foi rejeitado por seus próprios ministros e até pelo Exército ao chamar as Forças Armadas para garantir "a lei e a ordem" no Distrito Federal após manifestação contra as reformas e constata: "Tal como ocorreu com Collor depois da entrevista-bomba de seu irmão, em 1992, ele respira por aparelhos depois das revelações de Joesley Batista – mas até as enfermeiras estão loucas para desligá-los. Está cumprindo o papel do ator que a plateia não para de vaiar e ele insiste em ficar em cena. Até que as vaias aumentam e se transformam em tomates que explodem na sua cara"


25/05/2017

Alex Solnik é jornalista. Já atuou em publicações como Jornal da Tarde, Istoé, Senhor, Careta, Interview e Manchete. É autor de treze livros, dentre os quais "Porque não deu certo", "O Cofre do Adhemar", "A guerra do apagão" e "O domador de sonhos"

Temer está parecendo aquele peixe que se debate desesperadamente depois de cair na rede, mas sabe que a luta será inglória.

Sua última cartada (ou lambança) foi convocar as Forças Armadas para inibir protestos contra o governo, mas o tiro saiu pela culatra. Foi uma ideia de girico, como se diz por aí, não importa se dele ou de Rodrigo Maia, o Botafogo da Odebrecht que ele colocou na presidência da Câmara dos Deputados.

O ministro da Defesa – Deus nos defenda dele - com aquela expressão de PhD em trapalhadas anunciou a decisão com a gravidade de quem descobriu a pedra filosofal.

Mas ninguém que se preze – à exceção dos notáveis de Temer, como Moreira Franco, Padilha, Rodrigo Maia, Carlos Marun - aprovou a manobra diversionista que visava somente postergar a sua queda que está escrita nas estrelas.

Nem o comandante do Exército concordou, deixando claro que se Temer está planejando alguma aventura fora do roteiro democrático não espere contar com ele.

Temer faz mal ao país. O clima ficou irrespirável.

Tal como ocorreu com Collor depois da entrevista-bomba de seu irmão, em 1992, ele respira por aparelhos depois das revelações de Joesley Batista – mas até as enfermeiras estão loucas para desligá-los. E ele fez por merecer. Formou um governo de corruptos e mostrou que ele não é exceção. Nada de bom pode sair de um governo como esse.

Está cumprindo o papel do ator que a plateia não para de vaiar e ele insiste em ficar em cena. Até que as vaias aumentam e se transformam em tomates que explodem na sua cara.

Cristaliza-se uma unanimidade contra a sua permanência, que abrange, além da oposição de primeira hora, também a CNBB, as Forças Armadas, a OAB, a UNE, a mídia, o grupo de Renan, uma grande parte dos aliados, do sistema financeiro e da indústria e mais de 95% da população brasileira.

Ninguém acredita mais que um governo tão pequeno possa levar à frente alguma reforma.

A reforma de que o Brasil precisa é a da Presidência e não da Previdência.

Nada mais salva Temer. Nem Jesus.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]