São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - sexta-feira 18 de agosto de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.221 - Visualizações: 17.954.957 - Postagens: 31.406

Olá, tudo bem? Na marca do pênalti há três anos, Paulo Henrique Amorim renova com a Record



DANIEL CASTRO - Publicado em 06/06/2017

Há três anos, o jornalista Paulo Henrique Amorim é alvo de rumores de que será demitido pela Record. Nos bastidores da emissora, a renovação de seu contrato sempre foi colocada em dúvida por causa de seu posicionamento ideológico. Os haters do apresentador, no entanto, perderam mais uma vez. Amorim acaba de renovar contrato com a emissora por mais quatro anos e continuará como principal âncora do Domingo Espetacular.

No início deste ano, a saída de Amorim era tida como certa. O jornalista é campeão de reclamações e ficou muito desgastado ao defender governos petistas em seu site e nas redes sociais. Telespectadores e políticos vivem pedindo sua cabeça, embora ele não expresse seus pensamentos nos programas da Record.

A crise começou em 2014, quando o jornalista de 75 anos bateu de frente com o vice-presidente de jornalismo da emissora, Douglas Tavolaro, e deixou de fazer reportagens. A direção da Record chegou a sondar Ricardo Boechat, da Band, para seu lugar, mas não teve sucesso

Uma pesquisa no final de 2014 deu um banho gelado nos defensores da demissão de Amorim: ele foi apontado como a principal referência, a "cara" e a voz do Domingo Espetacular, que apresenta desde 2006. O quadro em que narra diálogos imaginários de bichos fofos e engraçados é um sucesso.

A situação ficou mais crítica em abril do ano passado, quando a então presidente Dilma Rousseff sofreu impeachment na Câmara dos Deputados. Como o PRB (Partido Republicano Brasileiro) da Igreja Universal trocou Dilma Rousseff por Michel Temer, Amorim virou um rival político, supostamente suscetível às reclamações de políticos influentes.

A renovação de seu contrato surpreendeu muita gente dentro da Record.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]