São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - segunda-feira 25 de setembro de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.258 - Visualizações: 18.447.852 - Postagens: 32.052

Compra da sobrevida de Temer custou R$ 15 bilhões e cadê a Justiça desse País?



16/07/2017 - A permanência de Michel Temer no poder custa cada vez mais caro ao Brasil; levantamento do jornal O Globo, que liderou o golpe contra a presidente legítima Dilma Rousseff, demonstra que a vitória de Temer na Comissão de Constituição e Justiça custou nada menos que R$ 15 bilhões – dos quais, R$ 1,9 bilhão em emendas parlamentares e R$ 13.4 bilhões em recursos liberados para aliados para aliados políticos; Dilma caiu acusada de "pedaladas fiscais", mas manteve superávits em todos os anos do primeiro mandato e teria apenas um déficit em 2015, que poderia ter sido zerado com a volta da CPMF; Temer trabalha com metas de "ajuste fiscal" da ordem de R$ 179 bilhões – e mesmo assim pode ser incapaz de cumpri-las.

Brasil 247

1 comentários:

Cícero disse...

De um lado, o governo impõe ao país a PEC do Teto, promulgada em dezembro de 2016, que limita gastos por 20 anos, inclusive com saúde e educação; de outro lado, esse mesmo governo gasta R$ 15 bilhões para garantir que os deputados comprados impeçam que ele seja condenado no STF.

Temer também reclamou do impacto de R$ 12 bilhões nas contas públicas por causa do aumento do salário mínimo aprovado na LDO, mas não se importa de gastar R$ 15 bilhões para se manter no Poder.

Mas Temer não tarda por esperar. Vêm aí as delações do Cunha e do Funaro (que já estão bastante adiantadas). A coisa vai ficar feia, o tempo vai fechar no Planalto.

O deputado Eduardo Cunha é um arquivo vivo potencialmente devastador. Segundo a Folha, a delação do Cunha será "casada" com a do Funaro, o que dará mais consistência aos fatos que serão revelados.

Como diriam meus avós nordestinos: o Temer, desta vez, TÁ LASCADO !!!

[ Deixe-nos seu Comentário ]