São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quarta-feira 16 de agosto de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.219 - Visualizações: 17.954.957 - Postagens: 31.406

Tentativa de resgate de presos na penitenciária de Pacatuba termina em feridos e mortos. "Alemão" que comandou o assalto ao Banco Central de Fortaleza saiu baleado





08/08/2017 - Uma tentativa de resgate de presos ligados à facção Primeiro Comando da Capital (PCC), terminou em confronto com a Polícia Militar, tiroteio, feridos e, provavelmente, mortos, na madrugada desta terça-feira (8) numa das maiores unidades do Sistema Penitenciário do Estado, a Penitenciária de Pacatuba, localizada na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF).

Informações extra-oficiais dão conta de vários mortos dentro do presídio. Já entre os feridos está o assaltante de bancos cearense Antônio Jussivan Alves dos Santos, o “Alemão”, natural de Boa Viagem, e que comandou o maior furto a banco na história o País, em agosto de 20015, contra o Banco Central de Fortaleza (BC) de onde foram levados R$ 164,7 milhões.

A tentativa de resgate ocorreu por volta de 4 horas, quando bandidos, usando armas de grosso calibre, como fuzis e submetralhadoras, chegaram próximos à muralha do presídio depois de se embrenharem em um extenso matagal que circunda a unidade prisional. Camuflados dentro da mata, eles passaram a atirar contra as guaritas no alto da muralha da penitenciária, sendo revidados pela Polícia Militar e por agentes penitenciários.



Baleados

Do lado de dentro da cadeia, os presos conseguiram sair das celas e colocaram várias cordas no muro na tentativa de escalar e fugir. O resgate, porém, não teve êxito graças à ação rápida e intensa da PM e da guarda interna. Cerca de uma centena de tiros foi disparada.

O assaltante “Alemão” e o traficante de drogas Antônio Carlito Avelino, conhecido por “Boi”, foram transferidos em ambulâncias, sob escolta policial, para o Instituto Doutor José Frota (IJF-Centro). “Alemão”, segundo as autoridades, é integrante do PCC e líderes da organização criminosa naquela penitenciária.

Pelo menos um dos responsáveis pela tentativa de resgate dos presos do PCC foi preso durante a operação policial. Sua identidade está sendo mantida em sigilo. Através dele, a Polícia tentará identificar os demais responsáveis pelo crime.

Prisão

Policiais do Comando Tático Motorizado (Cotam), do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate) e da Companhia de Controle de Distúrbios Civis (CDC), companhias pertencentes ao Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) estão, neste momento, mantendo o cerco na penitenciária, enquanto aguardam autorização da Secretaria da Justiça e da Cidadania (Sejus) para entrar na cadeia e restabelecer a ordem.

Segundo fontes da PM, não estão ainda confirmadas mortes dentro do presídio. “Essa informação é dos próprios presos, mas só teremos a certeza disso quando a tropa entrar”, ressaltou.

Mulheres de presos e outros familiares já começam a chegar ao local, tumultuando e agravando o clima no local.


Fernando Ribeiro

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]