São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - segunda-feira 25 de setembro de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.258 - Visualizações: 18.447.852 - Postagens: 32.052

Joesley Batista avacalha Michel Temer: “ladrão geral da República”




POR FERNANDO BRITO · 02/09/2017

Mal saiu a entrevista à Veja, dizendo que (Michel) “Temer era muito direto, pedia dinheiro mesmo” , Joesley Batista aumentou o calibre de seus petardos contra o Governo: em nota, chamou o atual ocupante do Planalto de “ladrão geral da República“.

O dono da JBS, não exatamente alguém que esteja “bem na fita” adotou esta escalada verbal do nada? Ou ele, como protagonista da tentativa de calar o doleiro Lúcio Funaro – supostamente a mando do próprio Temer – sabe o que havia a ser calado e, agora, com a delação, virá à tona?

O fato é que o país chegou a um nível inimaginável, onde um ladrão privado xinga um ladrão público, e vice-versa, enquanto esperamos para saber o que disse um notório escroque sobre outros escroques, a esta altura também notórios.

E, incrível, isso não abala nem o parlamento nem o mercado financeiro, enquanto a Procuradoria de Janot e o STF de Fachin decidem quando os menores de idade da Nação podem saber o que de fato há.

Há um ano, depunha-se uma mulher eleita por alegações de “pedaladas” que nninguém sabe o que eram (e se eram algo). Agora estamos diante de mochilas, malas, “cala-bocas”, notas frias, e pedidos de grama “100% diretos” como diz Batista na Veja.

É claro, nossas instituições “estão funcionando”.

E só vão parar de funcionar assim quando levarem um  chacoalhão de voto popular.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]