São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quinta-feira 21 de setembro de 2017 - Ano: IX - Edição: 3.254 - Visualizações: 18.247.852 - Postagens: 32.000

Ministro da saúde é acusado de vender cargo público por mesada


Wenderson Araujo


01/09/2017 - Ricardo Barros, ministro da Saúde de Michel Temer, é acusado de vender um cargo público na secretária de Educação do Paraná, em troca de uma mesada de R$ 15 mil; o delator é Eduardo Lopes de Souza, dono da construtora Valor, apontada como responsável por desvios de cerca de R$ 20 milhões da secretaria; Souza foi um dos alvos da operação Quadro Negro, que investiga o esquema de corrupção no governo de Beto Richa, do PSDB; engenheiro, Barros não tem apoio da classe médica e já disse que muitos médicos brasileiros fingem que trabalham.

Brasil 247

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]