São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quinta-feira 19 de outubro de 2017 - Ano: X - Edição: 3.289 - Visualizações: 18.935.765 - Postagens: 32.192

A ação da polícia paulista contra filho de Lula foi prática nazista

Reprodução | DIVULGAÇÃO/GOV SP


11/10/2017 - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, deve um pedido formal de desculpas ao ex-presidente Lula em razão da busca policial realizada contra Marcos Lula da Silva, que ontem foi vítima de busca e apreensão em razão de uma denúncia anônima – e infundada – sobre tráfico de drogas; o pedido de busca foi feito por um delegado da Polícia Civil paulista à justiça de Paulínia, que autorizou a ação; no mandado, havia apenas o endereço, sem identificação do alvo; prática é típica de estados de exceção e indica que qualquer cidadão poderá ser alvo de uma polícia política, assim como nos tempos do nazismo; mesmo sem encontrar drogas, a polícia levou computadores e outros bens do filho de Lula; "Não podemos permitir que as instituições públicas sejam usadas de forma discricionária e para uso político", diz o deputado Alencar Santana, líder do PT na Assembleia Legislativa de São Paulo.

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]