São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - terça-feira 12 de dezembro de 2017 - Ano: X - Edição: 3.343 - Visualizações: 19.638.129 - Postagens: 32.192

DAVIS SENA FILHO | A Folha é uma m... Em m... se dá descarga. Globo também... Evidentemente!

Davis Sena Filho é editor do blog Palavra Livre

2 de Outubro de 2017

"M... de medíocre, tá?! Evidentemente!"

A Folha de S. Paulo, conjuntamente com a Globo, do alto de seu golpismo reles e barato, pois de terceiro mundo e ao estilo comeu comida estragada e arrotou caviar, publica uma pesquisa do Datafolha de caráter cretino, manipulado, distorcido e totalmente irresponsável e perverso, que pergunta às pessoas se o "Lula dever ser preso ou não". Uma pesquisa que, na verdade, somente tem um objetivo: ferrar ainda mais com o Lula, porque é incomensurável o desespero dos patifes que deram mais um golpe e estão a ver o golpe a escorrer por entre suas mãos e seus dedos, como se fosse água.

É inacreditável que este pasquim de direita, que considera fazer um jornalismo de ponta, elabore juntamente com o Datafolha, que não passa de um instrumento de luta política da direita brasileira, principalmente a ligada aos bancos e aos interesses da casa grande brasileira, faça uma pesquisa em que crucifica uma pessoa, no caso o ex-presidente Lula, que está a se defender de processos e de condenação perpetrados pelos Judiciário, MPF e PF, que, inquestionavelmente e visivelmente, agem e atuam em prol de impedir que o líder trabalhista e de esquerda seja candidato a presidente em 2016.


A sordidez e a infâmia do Datafolha e da Folha de S. Paulo, com a repercussão combinada com a TV Globo e seus veículos pertencentes às Organizações(?) dos Marinho, que já têm em sua coleção dois golpes de estado — o de 1964 e o de 2016 — são devidas à liderança de Lula em todos os estágios eleitorais, a liderar a preferência dos cidadãos e eleitores brasileiros, que a despeito da linchamento público e da fogueira medieval onde querem queimar o ex-mandatário, ele ainda consegue sobreviver politicamente.

O problema é que o povo tem memória e compreende, sem sombra de dúvida, que nos dois governos de Lula e no primeiro de Dilma vivia muito melhor do que nos tempos do desgoverno do golpista, usurpador e traidor *mi-shell temer — o maior fracasso retumbante da história da República, que, seguramente, pode ser colocado na conta e no colo da Folha, da Globo e de todos os órgãos de comunicação pertencentes ao capital privado e que tramaram, juntamente com o Judiciário, o MPF e o Congresso mais corrupto e alienado de todos os tempos, a deposição da presidente constitucional e legítima, Dilma Rousseff.

A presidente que, tal qual ao Lula, não roubou, mas conquistou 54,5 milhões de votos e mesmo assim foi derrubada do poder por canalhas, ladrões, celerados e sem vergonhas de toda estirpe e espécie, a incluir neste antro de cafajestes ou covil de lobos a Folha de S. Paulo e as Organizações(?) Globo, que odeiam o Brasil e seu povo, bem como conspiram com as forças estrangeiras, notadamente os Estados Unidos, para que o Brasil jamais seja independente, soberano e livre para escolher e determinar seu destino e seu lugar no mundo.

Contudo, o que chama a atenção é a pergunta cretina e criminosa do Datafolha e repercutida com destaque pela Folha de S. Paulo e pela Globo e, certamente, o será pela parafernália midiática privada e de mercado, que tem por propósito impedir que o Lula seja candidato em 2016. Do contrário, será um "golpe ou vitória de pirro", porque os golpistas celerados e frenéticos afundaram economicamente o Brasil, desmontaram o Estado nacional em tempo recorde, eliminaram os programas de inclusão social e humilharam o Brasil perante a comunidade internacional, com danos e prejuízos irreparáveis à Nação.

Em um País sério, essa gente de baixíssimo nível, no que diz respeito a pensar e defender os interesses do Brasil, seria certamente presa e fuzilada, de acordo com o grau de seus crimes de lesa-pátria e de conspiração contra o Governo legitimamente eleito, a ordem pública e as instituições, a Constituição e o Estado Democrático de Direito. Não há cabimento para que se tergiverse no que é relativo à culpa dos usurpadores e golpistas, que tomaram o poder de assalto, volto a ressaltar, como fazem os bandidos nas ruas, nas calçadas, nos lares, nos comércios, nos morros e nas periferias.

São todos farinha ou bandidos do mesmo saco, só que divididos em classes sociais e cargos públicos e privados. Golpistas desgraçados que ferraram com o Brasil e sua luta pela soberania e independência, independente das virtudes e dos defeitos dos governos petistas, porque o que está em jogo para a sociedade brasileira é a impessoalidade, a imparcialidade e a competência para fazer Justiça por parte dos juízes e procuradores, que têm por obrigação de serem isentos, de forma que a seletividade, a parcialidade e a injustiça não sejam as tônicas dos processos jurídicos.

Processos que nas mãos do STF, da PGR e da Lava Jato, por exemplo, tornaram-se políticos, partidários e ideológicos, com os togados e meganhas muito à vontade em frequentar o campo da direita, inclusive o empresarial e midiático, o que facilitou, e muito, para que mais uma vez a Banânia se tornasse novamente a Casa da Mãe Joana e, com efeito, o golpe de estado travestido de legal e legítimo contra a presidente legítima e constitucional, Dilma Rousseff, se concretizasse com a participação especial do Congresso Nacional, o mais conservador e corrupto da história bananeira deste infeliz e azarado País. Ponto.

Porém, o alvo é o Lula, e a Folha é a flecha de agora, neste exato momento, com a participação nociva e tóxica das Organizações(?) Globo, que está a deitar e rolar, a se refestelar com a "pesquisa" mau caráter e propositalmente direcionada para que o Lula seja mais uma vez, das incontáveis vezes, levado ao purgatório, só que desta vez por empresas de empresários que deveriam há muito tempo serem investigados e, quiçá, presos, porque, indubitavelmente, que essa gente bilionária e dona da casa grande é patrimonialista e, consequentemente, têm acesso ao dinheiro público, além de serem acusados de inúmeros crimes, dentre eles de falsificação de documentos, não pagamento de dívidas, sonegação de impostos, não declaração de contas em paraísos fiscais, bem como conspiração e golpe de estado contra presidente legítimos e eleitos pela maioria do povo brasileiro.

Se investigassem severamente os crimes desses caras, que se adonaram ou tomaram posse do Brasil e o tratam como capitania hereditária repleta de escravos, certamente que esses criminosos que não servem para nada, a não ser atazanar a vida brasileira, estariam a ser processados e, por sua vez, presos.

Ninguém é melhor do que ninguém, e o Brasil pertence a todos os brasileiros. Estas palavras que têm de ser ditas aos juízes partidarizados e burgueses, bem como aos procuradores do powerpoint mentiroso, leviano e vazio de provas contra o Lula, com pretensões políticas e partidárias, assim como midiáticas, a angariar fama e dela se aproveitar para ter acesso a valores monetários, com publicações de livros e palestras, dentre outros benefícios e privilégios, como os togados a ter, por um momento em suas vidas, acesso às comezainas dos ricos, a considerar que fazem parte do mesmo círculo, o que estão redondamente enganados, porque rico não se mistura com a classe média que, equivocadamente, pensa que chegou ao paraíso, mesmo sendo empregada do público e do privado.

A Lava Jato terminará, e os servidores públicos que estão em um ôba ôba pretensamente sem fim voltarão às suas rotinas de trabalho e a viajar a Miami e Orlando para lamber os sapatos do Mickey e, como sempre, a dar uma de Patetas, com suas vidinhas repletas de sonhos de ascensão social e riquezas, que poderiam elevá-los no que tange ao status quo.

Porém, a realidade é que ainda precisam prender o Lula e impedi-lo de ser candidato em 2018. Para isso contam com o apoio da imprensa de mercado e golpista por natureza, além de ser a mais corrupta e leviana do mundo ocidental. A pior de todas as imprensas, como também temos no Brasil o pior Judiciário em termos ocidentais, pois o mais caro, alienado e distante das demandas e necessidades do povo brasileiro, além de ser golpista e responsável também pela instabilidade institucional e política no País.

O Judiciário permitiu que um ladrão do País derrubasse a presidente reeleita, honesta e que jamais incorreu em ilegalidades e malfeitos. Inesquecível e que entrará nas páginas mais sombrias da história deste País que tem uma "elite" com vocação estupidamente bananeira.

Entretanto, Lula é o alvo dos golpistas e corruptos, pois a corrupção não se atém apenas à esfera venal — a do dinheiro. Mentir e manipular é corrupção. Acusar sem provas é corrupção. Disseminar denúncia vazia é corrupção. Prender sem culpa comprovada é corrupção. Participar de golpe de estado é corrupção. Manipular, distorcer e selecionar as investigações é corrupção. Vazar os processos para linchar as pessoas antes de serem comprovadas suas ilicitudes é corrupção.

Repercutir powerpoint leviano e mentiroso é corrupção. Levar uma pessoa ao juízo de forma coercitiva, sem ela ter sido convocada oficialmente a depor é corrupção. Prender para obrigar o preso a delatar sem ainda ter sido julgado e condenado é corrupção. Soltar informações à imprensa de negócios privados e corrupta de forma seletiva e fora do conjunto dos autos dos processos é corrupção. Indiciar o Lula sem quaisquer provas é corrupção. Prendê-lo a nove anos e meio de cadeia sem ter comprovado nada é a maior da corrupção, porque prender alguém inocente é o fim do Judiciário e de sua maior responsabilidade: fazer justiça.

Não haverá paz no Brasil. Sem justiça não há paz! Quem viver verá... Quando juízes e procuradores sobrepõem suas vontades e desejos no que é relativo à justiça, encerra-se todos os sonhos civilizatórios e a luta pela igualdade entre os homens e as mulheres. Então, o sistema dominante propiciará que a Nação retorne à barbárie e os bárbaros e selvagens imporão à sociedade a injustiça, que geralmente atende aos interesses de grupos e corporações ricos e hegemônicos, que cuidarão apenas de suas vidas, porque não possuem programa de governo e muito menos projeto de Nação e de País, como se vê e se observa, agora, no Brasil.

Togados e meganhas que estão a tratar da vida de pessoas, que podem ser presas e, com efeito, ter seus futuros demolidos por causa de sentenças provenientes de juízes e procuradores midiáticos, com suas verves iluminadas pelas luzes da ribalta da imprensa e das mídias golpistas e eternamente descompromissadas com a verdade que deveria pautar o jornalismo, pois tutoras do genuíno, autêntico e verdadeiro jornalismo de esgoto.

Lula está a ser linchado por animais midiáticos com o apoio do Judiciário golpista, que estão apavorados com seus altos índices de popularidade, apesar da rejeição natural depois de três anos a ser achincalhado publicamente por verdadeiros canalhas. O que a Folha fez com o Lula, por meio de repercussão demoníaca da Globo, é de uma desumanidade e covardia para poucos e a toda prova. A pergunta do Datafolha se o cidadão considera "se o Lula deveria ser preso ou não", não seria permitida em um país civilizado pelo simples fato de o Lula estar a se defender na Justiça e a contestar, sistematicamente, as decisões de um juiz seletivo e parcial como o é o Sérgio Moro, bem como tem se mostrado o desacreditado e questionado STF.

A pergunta "se o Lula deveria ser preso ou não" é de uma covardia sem precedentes, de uma patifaria e calhordice sem par, sem igual, porque somente nesta Banânia de uma Justiça injusta e covarde algo tão sinistro e bárbaro poderia acontecer. Mas, qual é o motivo da surpresa? Não se surpreenda, caros cidadãos e cidadãs. Este País que atenta contra todos os marcos civilizatórios é o que tem mais homicídios no mundo, bem como trabalhos escravo e infantil, além e alto índice de prostituição e tráfico de armas e drogas.

Aqui, na Banânia, se dá golpes de estado como se trocasse de camisa, bem como este paiseco tem a classe média mais alienada, entreguista, reacionária e burra do planeta, pois dá tiros nos próprios pés e se volta contra seus direitos e garantias fundamentais. Quer algo mais surreal e imbecil? Estou agora, finalmente e após 58 anos, a concordar com os coxinhas e os ricos da Banânia. E explico: este País é realmente uma merda, como cansei de ouvir dos coxinhas celerados com complexos de vira-latas durante toda a minha vida.

O ex-presidente trabalhista e de esquerda, Luiz Inácio Lula da Silva, poderá ser preso e não disputar as eleições de 2018, mas o presidente de direita que assumir será considerado golpista, diuturnamente, pois eleição sem o Lula é fraude e farsa. Eleição direta sem a principal força popular do Brasil é ilegítima. O presidente eleito sem a concorrência de Lula assume o poder como usurpador. A Folha é uma m...; em m... se dá descarga! A Globo também... Evidentemente! É isso aí.

PS: M... de medíocre, tá?! Evidentemente!


Brasil 247

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]