São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - sexta-feira 24 de novembro de 2017 - Ano: X - Edição: 3.325 - Visualizações: 19.422.689 - Postagens: 32.192

José Delano Diógenes suspeito de matar ‘Mainha’ morre em confronto com a polícia em Russas

José Delano Diógenes, de 40 anos, estava foragido desde junho último, quando 21 presos escaparam da Unidade


16/10/2017 - Então foragido do Sistema Penitenciário do Ceará, José Delano Diógenes, de 40 anos, morreu na manhã desta segunda-feira (16) em confronto com a Polícia Militar do Rio Grande do Norte, na cidade de Russas, no Ceará. A ação é resultado de uma perseguição policial iniciada no município de Mossoró (RN), onde ‘Delaninho’, como era conhecido, roubou um veículo.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), o homem teria tomado de assalto um automóvel modelo Corolla junto com comparsas. Na sequência da prática criminosa, ele seguiu em fuga para o Ceará em um segundo carro, Voyage. Durante o percurso, na cidade de Baraúna (RN), o transporte que ele usava se envolveu em um acidente.

Uma equipe de pronto socorro foi acionada para socorrer José Delano, mas durante o atendimento médico ele roubou a ambulância e continuou a fuga, efetuando disparos contra os PMs.

Ao chegar em Russas, no Ceará, os policiais potiguares revidaram os disparos e o homem foi atingido. Ele chegou a ser encaminhado para um hospital público da cidade, mas já deu entrada à unidade sem vida. Com ‘Delaninho’, a Polícia Civil cearense apreendeu um fuzil calibre 556 e munições.

“Um procedimento sobre a apreensão da arma e a guia cadavérica do suspeito, bem como as informações sobre possíveis comparsas do criminoso serão encaminhados à Polícia Civil do Rio Grande do Norte, que vai dar continuidade às investigações”, informou a SSPDS, em nota.

Histórico

Delano Diógenes estava foragido da Casa de Privação Provisória Professor José Jucá Neto (CPPL III), em Itaitinga, desde junho último. Na ocasião, 21 presos conseguiram escapar da penitenciária. Ele havia sido detido em junho de 2014 na praça de alimentação de um shopping, no Rio Grande do Norte, quando foi reconhecido por um policial cearense que estava à paisana no estabelecimento. Depois de ser preso, ele foi recambiado para o Ceará.

No mesmo ano, ele foi apontado como o assassino do pistoleiro Idelfonso Maia Cunha, o ‘Mainha’, morto a tiros em janeiro de 2011. Ainda assim, o ex-foragido era considerado líder de uma quadrilha atuante no tráfico de drogas, homicídios e ataques a bancos. ‘Delaninho’ respondia por homicídio, roubos e porte ilegal de arma.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]