São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quarta-feira 22 de novembro de 2017 - Ano: X - Edição: 3.323 - Visualizações: 19.422.689 - Postagens: 32.192

Camilo Santana irá à China apresentar projeto de refinaria no Cipp



O plano para o parque petroquímico será apresentado ao Banco de Desenvolvimento da China (CDB)


01/11/2017 - Nas próximas semanas, o governador Camilo Santana retornará à China para apresentar os projetos de uma planta de refino de petróleo e de uma petroquímica para o Banco de Desenvolvimento da China (CDB), que deverá financiar os projetos orçados em US$ 4,5 bilhões e US$ 3 bilhões, respectivamente. Caso o negócio se concretize, os empreendimentos serão instalados na Zona de Processamento de Exportação do Ceará (ZPE Ceará), no Complexo Industrial e Portuário do Pecém (Cipp).

Segundo o secretário de Assuntos Internacionais do Estado, Antônio Bahlmann, as negociações estão em estágio avançado, faltando apenas o sinal verde do CDB, que funciona como uma espécie de BNDES chinês. "O governo do Estado já confirmou ao CDB uma participação de 10% na composição societária da refinaria", disse Bahlmann. A ideia do Governo é de participar do projeto com a oferta da área onde o projeto será instalado e a da infraestrutura.

"Estamos muito animados com o anúncio do banco de que irá analisar o projeto", disse o secretário. "As empresas já estão articuladas nesse projeto e o governo deve apresentar ao banco no final de novembro ou início de dezembro". As negociações envolvem, além da refinaria, uma empresa petroquímica com um mix de produtos ainda não definido. A refinaria será feita em parceria com a chinesa Qingdao Xinyutian Chemical.

Em setembro, o governador Camilo Santana participou de uma missão oficial ao país asiático para iniciar as tratativas com os chineses para a instalação dos empreendimentos.

Ontem (31), durante transmissão ao vivo pelo Facebook, o governador se disse "muito empolgado" com a possibilidade de a refinaria vir para o Ceará. "Está muito bem encaminhada, a parceria com os chineses. Estamos conversando não só com empresários que estão dispostos a fazer investimentos, mas com o Banco de Desenvolvimento Chinês, responsável pelo financiamento desse equipamento no Ceará. A perspectiva é de que os investimentos sejam da ordem de US$ 7 bilhões", disse.


Diário do Nordeste

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]