São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - segunda-feira 20 de novembro de 2017 - Ano: X - Edição: 3.321 - Visualizações: 19.422.689 - Postagens: 32.192

CSP e Sebrae lançam em São Gonçalo do Amarante novo ciclo de incentivo ao empreendedorismo


As inscrições para quem quiser participar do Território Empreendedor estão abertas de 8 a 22 de novembro de 2017


08/11/2017 - O Programa Território Empreendedor, realizado pela Companhia Siderúrgica do Pecém, lançou um novo ciclo de fomento ao empreendedorismo nos municípios de São Gonçalo do Amarante e Caucaia em parceria com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas do Ceará (Sebrae-CE).

As inscrições para quem quiser participar do Território Empreendedor estão abertas de 8 a 22 de novembro de 2017 por meio do site da CSP (www.cspecem.com).  O edital também está disponível no site.

O investimento total nos dois ciclos da parceria CSP/Sebrae é de aproximadamente R$ 1,2 milhão – montante voltado para incentivo, formação e orientação de empreendedores.

Após os bons resultados desde o início do programa em 2014, o Território Empreendedor foi remodelado em sua terceira fase para impactar positivamente um público-alvo mais amplo. No total, cerca de mil empreendedores já participaram do Programa. Agora, serão beneficiados empreendedores formais e Informais, potenciais empreendedores, empreendedores rurais e alunos das escolas públicas da região.



Casos de sucesso

Janivaldo Teixeira Ferreira, 51, foi um dos beneficiados pelo Território Empreendedor. Formado em sociologia e filosofia, ele atuava como professor na região de São Gonçalo do Amarante e Caucaia. Após receber capacitação do programa em maio de 2016, por meio do Sebrae, empreendeu o Taberna Beach, no Pecém, um restaurante de sushi e outros pratos a la carte. Logo em seguida, abriu também a Tellus em março de 2017, uma consultoria e alocação de mão de obra.

“O Território Empreendedor provocou a reflexão de que não estava preparado para atender de uma maneira profissional o público mais exigente que passou a frequentar a região. Dá uma visão macro, inclusive, da importância de focarmos no nicho de mercado”, relata Janivaldo. Para ele, as consultorias individuais dão uma visão operacional do negócio e profissionalizam a gestão financeira, bem como a gestão de pessoas e da cadeia de fornecedores. “A gente aprende também a entender se o nosso negócio está dando certo e como mensurar esses dados”, ressalta ele, que também é o presidente da Associação Empresarial e Comercial do Pecém (Unipecém).


Outra beneficiada pelo programa foi a empreendedora Micheli Maria Rodrigues, 35, de São Gonçalo do Amarante. Ela gere duas empresas, a Inti Store e a Sapatos & Cia. “Recebi a consultoria do Sebrae em setembro de 2016. Foi muito bom, principalmente, nesta parte de preços e finanças da empresa”, conta Micheli.


Andreh Jonathas | Leticia Schustoff   

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]