São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - segunda-feira 20 de novembro de 2017 - Ano: X - Edição: 3.321 - Visualizações: 19.422.689 - Postagens: 32.192

Pregar a morte de Lula é condenar a Liberdade


Ricardo Stuckert


13/11/2017 - "A morte de Lula, como pregam, sofregamente, seus adversários antidemocráticos, é a sustentação de um status quo do qual a sociedade, mediante políticas sociais e econômicas autossustentáveis, descolou-se, por meio do empoderamento popular, a fim de levá-la à verdadeira democratização do poder", escreve o deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG); para ele, "matá-lo, real ou simbolicamente, é tentar escravizar a população via antirreformas que vê como problema o que Lula vê como solução: a autodeterminação popular. Essa conquista, amplamente almejada, é a alvorada da liberdade que teima em se pronunciar como força irresistível da natureza".


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]