São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quinta-feira 24 de maio de 2018 - Ano: X - Edição: 3.506 - Visualizações: 22.150.328 - Postagens: 33.408

Lula: seguirei na luta pelo povo brasileiro, qualquer que seja resultado no TRF4


Diante de mais de 70 mil pessoas reunidas em Porto Alegre em manifestação em seu apoio, o ex-presidente Lula fez um discurso emocionado em que reafirmou sua disposição de lutar por um Brasil mais justo, apesar da perseguição política e judicial que vem sofrendo: "Qualquer que seja o resultado do julgamento, eu seguirei na luta pela dignidade do povo desse país", disse; muito aplaudido, o petista reafirmou sua inocência; "As pessoas têm que entender que não estou preocupado comigo. Estou preocupado com o povo brasileiro. Eles estão desmontando o Prouni, o Fies, as escolas técnicas", destacou, enumerando os retrocessos que sucederam o golpe contra a presidente eleita Dilma Rousseff


24 DE JANEIRO DE 2018

"Qualquer que seja o resultado do julgamento, eu seguirei na luta pela dignidade do povo desse país", disse o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, nesta quarta-feira (23), em um discurso em Porto Alegre  durante um ato de agradecimento à solidariedade de milhares de pessoas que estão acampadas na cidade para acompanhar a sessão no TRF4.

"Só uma coisa vai me tirar das ruas desse país e será no dia que eu morrer. Até lá estarei lutando por uma sociedade mais justa", disse Lula, emocionado.

Cerca de 70 mil pessoas se aglomeraram nas imediações da chamada Esquina Democrática para ouvir o discurso do ex-presidente, que afirmou que não falaria sobre o processo, e sim sobre o país. "Não vim aqui pra falar do meu processo, primeiro porque tenho advogados competentes que já provaram minha inocência, segundo porque acredito que meus juízes vão se ater aos autos do processo. Eu vim aqui falar de esperança, de sonhos. Vim falar da soberania nacional", disse Lula ao iniciar sua fala.

"As pessoas tem que entender que não estou preocupado comigo. Estou preocupado com o povo brasileiro. Eles estão desmontando o Prouni, o Fies, as escolas técnicas", destacou o ex-presidente, enumerando os retrocessos que sucederam o golpe contra a presidenta eleita Dilma Rousseff, que também acompanhou o ato.

Milhares de apoiadores do ex-presidente começaram a chegar nesta segunda-feira (22) a Porto Alegre. Diversos movimentos sociais como o MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra) marcharam até a cidade para demonstrar solidariedade a Lula e defender seu direito de ser candidato. "Também queria cumprimentar os companheiros da Argentina, do Uruguai, da Itália, de Portugal, da República Dominicana e da Venezuela que estão aqui com a gente", agradeceu Lula.

Caravana

O ex-presidente ressaltou que tem intenção de voltar ao estado do Rio Grande do Sul em fevereiro para mais uma etapa da caravana Lula Pelo Brasil.

Julgamento

Nesta quarta-feira (24), Lula deve acompanhar o julgamento em São Paulo. Mais tarde, ele participa de um ato na Praça da República, às 16h.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]