São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - Sábado 23 de Junho de 2018 - Ano: X - Edição: 3.536

Michel Temer torrou R$ 10,7 bilhões em emendas parlamentares após delação da JBS


07/01/2018 - A delação da JBS, que denunciou propinas para Michel Temer, ajudou os parlamentares a obterem R$ 10,7 bilhões em emendas de execução obrigatória em 2017. Um aumento de 48% em relação ao ano de 2016. 

O levantamento da farra das emendas parlamentares foi feito pelo Estadão, edição deste domingo (7).

A grana é liberada para senadores e deputados atenderem suas bases eleitorais. Embora a execução seja obrigatória, o pagamento da emenda depende de articulação política — eufemismo para compra de votos no Congresso, segundo os próprios congressistas.


Em troca das facilidades, os parlamentares dizem “amém” a Palácio do Planalto. Por isso que não prosperou nenhuma das denúncias contra Temer e reformas antipopulares foram aprovadas no Congresso. Também por conta desse “balcão de negócios” que a previdência ainda corre risco sob esse parlamento.


1 comentários:

Manoel Oliveira disse...

O PRESIDENTE LULA VAI TER QUE PASSAR DOIS MANDATOS PARA O BRASIL SAIR DESSA MISÉRIA EM QUE SE ENCONTRA, ESSES BILHÓS IRÃO FALTA PARA QUE, O BRASIL, ENTRASSE NO ROL DAS MAIORES POTENCIAS DO MUNDO. MESMO COM TANTOS ROUBOS POSTOS DE MACONHAS MORTES E MUITAS MISÉRIAS. O MALUF ROUBOU UM POUCO MENOS ESTA COM CÂNCER E ESTA NA CADEIA , PORQUE ESSA PORQUEIRA JUNTAMENTE COM O GERALDO ALCKMIN, CRIADOR DESSES ROBUSTOS CRIMES OCORRIDOS EM 2017, TAMBÉM AINDA ESTA SOLTO ME DIGAM O PORQUE.EU GOSTARIA DE PERGUNTAR HA ESSE INSENSATO BURRO JUIZ SERGIO MORO E O GILMAR MENDES.

[ Deixe-nos seu Comentário ]