'O povo pediu um Brasil sem a Globo' e campanha da emissora golpista saiu pela culatra


Depois de liderar o golpe de 2016, que instalou uma quadrilha no poder e desempregou milhões de brasileiros, a Globo lançou uma campanha pedindo que internautas gravem vídeos dizendo "que Brasil desejam"; o resultado foi uma avalanche de críticas à emissora; de um lado, a jornalista Luciana Oliveira pediu um "Brasil sem mídia golpista", enquanto o professor Claret Santos afirmou que "enquanto houver Globo, não haverá democracia"; no Rio, Ieda Paiva gravou um vídeo num hospital e pediu ao povo que "não valorize nada do que a Globo faz ou representa"

21 DE JANEIRO DE 2018

Depois de liderar o golpe de 2016, que instalou uma quadrilha no poder e desempregou milhões de brasileiros, a Globo lançou uma campanha pedindo que internautas gravem vídeos dizendo "que Brasil desejam".

O resultado foi uma avalanche de críticas à emissora. De um lado, a jornalista Luciana Oliveira pediu um "Brasil sem mídia golpista", que manipule as pessoas em favor da "elite do atraso".


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]