São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quinta-feira 24 de maio de 2018 - Ano: X - Edição: 3.506

Ou revoga-se a sentença ou revoga-se a democracia. Moro condenou Lula com base no princípio 'in dubio pro juiz'




REUTERS/Leonardo Benassatto


22/01/2018 - "Moro condenou Lula com base no princípio 'in dubio pro juiz'. Um princípio de sua autoria. Também faz parte do princípio a desnecessidade de provas para se condenar uma pessoa. Para ele, um juiz pode condenar mesmo sem provar crime uma pessoa a 9 anos e meio de prisão e a cassação dos direitos políticos, como se fazia nos tempos da ditadura de 64", diz o colunista Alex Solnik; "Quem condena sem provas não é juiz, é inquisidor", lembra ainda o jornalista.

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]