São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - sexta-feira 19 de janeiro de 2018 - Ano: X - Edição: 3.381 - Visualizações: 19.930.579 - Postagens: 32.718

Paulo Pimenta denuncia acordo criminoso para saquear a Petrobras


Líder do PT, Paulo Pimenta (RS) reforçou nesta sexta-feira 5, em vídeo, que o PT irá "às últimas consequências" contra o acordo da Petrobras; "É escandaloso", criticou; o caso também "abre precedente para que outros fundos venham saquear a Petrobras", alerta; "Escritórios de advocacia e consultorias estão ganhando bilhões de reais, de dinheiro público, em cima desta negociação, que envolve uma dose enorme de corrupção e de coisas mal explicadas. Afinal de contas, Parente tem consultorias especializadas nessa área do petróleo", denuncia; para ele, a forma como o juiz Sergio Moro e procuradores da Lava Jato "trataram a Petrobras foram fundamentais para instruir essas ações"; assista


5 DE JANEIRO DE 2018

O líder do PT na Câmara, deputado Paulo Pimenta (RS), reforçou nesta sexta-feira 5, em vídeo nas redes sociais, que o PT irá "às últimas consequências" contra o acordo em que a Petrobras se comprometeu a pagar R$ 10 bilhões a fundos americanos.

"É escandaloso", criticou. "A Petrobras na realidade está dando R$ 10 bilhões não para pequenos investidores minoritários, mas para fundos abutres", alertou o parlamentar.

"Pedro Parente, Michel Temer estão entregando um valor que é muito maior que o lucro anual da Petrobras, isso é inaceitável. São valores muito maiores do que os discutidos no âmbito da Lava Jato", destacou ainda Paulo Pimenta.

O caso também "abre precedente para que outros fundos venham saquear a Petrobras", diz. "Escritórios de advocacia e consultorias estão ganhando bilhões de reais, de dinheiro público em cima desta negociação, que envolve uma dose enorme de corrupção e de coisas mal explicadas. Afinal de contas, Parente tem consultorias especializadas nessa área do petróleo", denuncia.

"A forma como o Moro, o Dallagnol e o Carlos Fernando Lima trataram a Petrobras foram fundamentais para instruir essas ações. Então há uma conexão direta entre os interesses norte-americanos e os interesses daqueles lesa-pátria da Lava Jato que criaram as condições jurídicas para que o Brasil fosse saqueado", conclui Pimenta.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]