São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - segunda-feira 15 de janeiro de 2018 - Ano: X - Edição: 3.377 - Visualizações: 19.930.579 - Postagens: 32.718

Roberto Jefferson, da bancada podre que governa o País chama repórter da Globo Gerson Camarotti de moleque


Símbolo da banda podre do Congresso, que hoje governa o Brasil tendo Michel Temer como seu fantoche, o deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) deixa claro que não irá aceitar a não nomeação de sua filha Cristiane Brasil – infratora das leis trabalhistas – como ministra do Trabalho e também classifica como "moleque" o jornalista Gerson Camarotti, da Globo


10 DE JANEIRO DE 2018

Símbolo da banda podre do Congresso, que hoje governa o Brasil tendo Michel Temer como seu fantoche, o deputado Roberto Jefferson (PTB-RJ) deixa claro que não irá aceitar a não nomeação de sua filha Cristiane Brasil – infratora das leis trabalhistas – como ministra do Trabalho e também classifica como "moleque" o jornalista Gerson Camarotti, da Globo. Leia, abaixo, análise de Fernando Brito, editor do Tijolaço, a respeito:

Por Fernando Brito, editor do Tijolaço – Vai vendo o tamanho da encrenca em que Michel Temer se meteu.

A Ministra Cármem Lúcia, muito mais ciosa de sua imagem que do Direito puro, vai receber a “batata quente”, já, já.

O pedido de derrubada da decisão que impediu a posse da filha de Roberto Jefferson no Ministério do Trabalho.

A referida senhora segue apanhando, agora como sonegadora dos direitos previdenciários dos empregados a quem não reconhecia direitos..

A ordem na Globo sobre ela é “escarafuncha, escarafuncha”. E, convenhamos, há lama a escarafunchar.

Jefferson estava se contendo, evitando comentários públicos.

Mas os instintos mais primitivos falaram mais alto.

E ele já partir para cima de Gérson Camarotti, que tinha lhe dado uma simples beliscada, nada de muito pesado:

“Roberto Jefferson é a última pessoa com quem Temer deve brigar”, ressaltou um interlocutor do presidente. “Jefferson é um aliado importante, mas como adversário pode causar um estrago bem maior”, completou esse interlocutor, lembrando que o petebista foi o delator do escândalo do mensalão, em 2005.”

Neste momento, alguns amigos do presidente, vendo a saraivada que ele começa a disparar, do Twitter (já pegou José Nêumanne Pinto, do Estadão, também) vacilam em procura-lo para pedir que se cale.

Quem conhece a peça sabe o que estão arriscados a ouvir.

Vamos ver como age D. Carmem Lúcia, se de ofício ou se pede ajuda a Raquel Dodge, para virar sócia do “não” a Jefferson. A Jefferson, apesar de o pedido ser de Temer, que torce para que possa se livrar, com a decisão, do problema que ele próprio criou.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]