Porto do Pecém em São Gonçalo do Amarante recebe navio da Angola Cables


O navio traz os primeiros cabos submarinos de fibra óptica a serem instalados no Atlântico Sul


08/02/2018 - Continua atracado no Porto do Pecém, o navio René Descartes, trazendo os cabos submarinos de fibra óptica, pertencentes ao projeto SACS – South Atlantic Cables System, da Angola Cables, que ligará o Brasil ao continente Africano, por meio das cidades de Fortaleza e Luanda. Ele é o primeiro cabo submarino a ser instalado no Atlântico Sul, ligando a África à América do Sul. Tudo isso na velocidade da luz — o percurso da informação entre os dois países será feito em cerca de 63 milissegundos, com transmissão via satélite de 360 milissegundos e  capacidade de comunicação de pelo menos 40 Tbps (terabyte per second/terabyte por segundo). 

De acordo com o coordenador de operações do Porto do Pecém, José Alcântara, a previsão é de que o navio fique no Pecém até o dia 9 de fevereiro. "Durante os cinco dias, será feito o processo de nacionalização de carga, que  transfere a mercadoria da economia estrangeira para a economia nacional , a admissão temporária da embarcação, ou seja, o navio recebe  autorização para prestar serviços na costa brasileira”, disse o coordenador. Além disso, haverá a troca de tripulantes. 

O presidente do Porto do Pecém, Danilo Serpa, mostra-se muito entusiasmado com a concretização do  projeto da Angola Cables, que transforma o Estado também em um hub tecnológico. “Completamos a trinca de hubs, aéreo, de cargas e tecnológico, uma grande conquista para o Ceará, que se torna a porta de entrada e saída de voos, cargas e agora também, de tecnologia”, finalizou Serpa. 

Porto Estratégico 

O Porto do Pecém será a única parada do navio aqui no Brasil e isto é resultado da sua capacidade natural para receber grandes embarcações e da proposta operacional oferecida pela equipe do porto cearense. De acordo com Luiz Policarpo, Gestor de Qualidade da CTI Cargo, serão desembarcados no Brasil, 24.9 km de cabos de fibra ópticas submarinas, pesando 118.587 kg. 

Projetos no Ceará

O projeto da Angola Cables tem  como objetivo principal criar rotas alternativas para as que existem hoje nas telecomunicações globais, mas principalmente entre a África e o continente americano, impactando em aspectos como: redução de custo, aumento da velocidade de transmissão dos dados e melhoria na qualidade do acesso à informação. De acordo com a empresa, eles buscam  disponibilizar maior capacidade de tráfego e assim incrementar o número de usuários de internet. 

O investimento da empresa no Estado foi na ordem de R$ 300 milhões e a expectativa é de que o projeto gere cerca e 40 empregos diretos e 800 indiretos até 2030 , segundo a Angola Cables.
  
Além do SACS, o investimento inclui outra rede submarina, o sistema Monet que interliga Fortaleza, Santos e Miami, e um DataCenter localizado na Praia do Futuro, que está em construção. 


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]