São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quarta-feira 23 de maio de 2018 - Ano: X - Edição: 3.505 - Visualizações: 22.150.328 - Postagens: 33.408

Árbitros cearenses decidem não apitar mais jogos do Fortaleza no estadual



05/03/2018

A informação é exclusiva do repórter Brenno Rebouças, assim como o texto abaixo enviado ao Blog:

Árbitros e assistentes cearenses decidiram que não vão mais atuar em jogos do Fortaleza até o final do Campeonato Cearense. Tomada em Assembleia com participação maciça da categoria, a posição foi oficializada pela Associação Profissional dos Árbitros de Futebol do Estado do Ceará (Sindarf-CE) com documentos entregues no protocolo da Federação Cearense de Futebol (FCF) e na secretaria do Tribunal de Justiça Desportiva do Futebol do Estado do Ceará (TJDF-CE).

Os árbitros estão inconformados com a justificativa que o clube usou para solicitar quarteto de arbitragem de fora para o clássico contra o Ceará, neste domingo, às 19 horas, no Castelão. “A decisão é geral e o motivo não é o pedido de arbitragem de fora, mas a justificativa dos dirigentes do Fortaleza, que colocaram em xeque a idoneidade da nossa categoria”, explicou o presidente do Sindarf-CE, João Lucas, que reforçou ainda uma onda de perseguição individual contra árbitros cearenses por parte de torcedores, influenciados por declarações de dirigentes. “Alguns chegaram a fazer B.O.”, revelou.

Ainda segundo João Lucas, apenas um assistente ficou de fora do movimento, mas ele preferiu não identificar quem. Quanto a registrar a decisão no TJDF, o presidente do Sindarf-CE diz que é uma prevenção, já que a FCF poderia alegar abandono dos árbitros de uma partida, não respeitando a decisão da categoria.

O presidente da comissão de arbitragem da Federação Cearense, Paulo Silvio, ouvido pela reportagem, não recebeu oficialmente nenhuma comunicação, mas teve acesso ao documento. Ele disse não ver fundamento para a decisão do sindicato e acredita que isso não vai atrapalhar o campeonato. Qualquer atitude, entretanto, será tomada a partir desta segunda-feira, 5 de março.

Começa quinta

Para o próximo jogo do Fortaleza, na quinta-feira, 8, diante do Uniclinic, os árbitros cearenses já não devem participar do sorteio. Acontece que, nesse caso, o mando é da Águia da Precabura, que é quem fica responsável pelo pagamento da arbitragem. João Lucas diz que o a FCF terá que resolver o problema. “O Fortaleza disse que foi prejudicado em todos os jogos pela arbitragem, então não vamos apitar jogos deles como mandante ou visitante. No caso do Uniclinic, não é ele que está solicitando árbitro de fora. Então a Federação tem que reunir ambos e deliberar”, explica.

Pelo Regulamento Geral das Competições, todo clube pode solicitar arbitragem de fora, desde que pague todos os custos e mais uma taxa de R$ 10 mil.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]