São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - terça-feira 22 de maio de 2018 - Ano: X - Edição: 3.504 - Visualizações: 22.150.328 - Postagens: 33.408

CSP e empresas do Pecém unem forças para gerar 50 mil empregos



12/03/2018

Uma empresa sozinha pode trazer grandes benefícios para um Estado. Mas quando 30 empresas se juntam, o resultado não poderia ser outro se não impactos positivos no mercado local, regional e até nacional. A Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP) faz parte do Complexo Industrial e Portuário do Pecém (CIPP), uma área de 13.337 que une grandes empresas, nacionais e estrangeiras, dos mais diversos segmentos e com o propósito de movimentar a economia do Ceará.

O CIPP iniciou suas operações comerciais em novembro de 2001, sendo inaugurado em março de 2002. O plano diretor divide a região em quatro setores: o primeiro é destinado às termelétricas e à CSP; o segundo, à refinaria e ao polo petroquímico; o terceiro, à área industrial; e o quarto é da área institucional, serviços e Zona de Processamento e Exportação (ZPE).

Das empresas integrantes, 22 estão em operação e as demais em fase de implantação. Juntas totalizam investimentos na ordem de R$ 28,5 bilhões, gerando 50,8 mil empregos diretos e indiretos.

Vários fatores fazem do CIPP um local estratégico para a instalação de empresas de todo o País, inclusive internacionais. O Complexo possui localização geográfica privilegiada, próximo dos mercados consumidores da Ásia, América do Norte e Europa, conta com infraestrutura rodoviária, ferroviária e portuária, incentivos fiscais, capacitação de pessoas, segurança energética, linha de financiamento e está diretamente ligada à ZPE, área que oferece diversos benefícios para empresas exportadoras, como isenção de impostos, por exemplo, melhorando a sua competitividade.

CIPP x CIPP S.A

É importante diferenciar as siglas CIPP e CIPP S.A. Embora sejam muito parecidas, a sigla CIPP S.A é recente, designada à nova denominação social da Cearáportos. Uma nova legislação alterou o objeto social da Cearáportos para que atue também na administração, operação, exploração e desenvolvimento do Terminal Portuário do Pecém, da zona industrial adjacente e da ZPE-CE, que compõem juntas o Complexo Industrial Portuário do Pecém.

Karlos Emanuel | O Povo

0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]