São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quarta-feira 18 de Julho de 2018 - Ano: X - Edição: 3.561

Mesmo preso, Lula ganha mais um título de doutor honoris causa, da Universidad Nacional de Rosario, na Argentina



A Universidad Nacional de Rosario, na Argentina, promoveu uma sessão do conselho executivo solicitada pela faculdade de Humanidades y Artes para conceder o título de doutor honoris causa ao ex-presidente Lula, que está preso em Curitiba (PR); agora o ex-presidente é homenageado por integrar, através da educação, o povo latino-americano; em 2010, Lula oficializou a criação da Unila com sede em Foz do Iguaçu (PR), na fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai e atua na integração cultural e acadêmico dos países do Mercosul, por exemplo


10 DE ABRIL DE 2018

A Universidad Nacional de Rosario, na Argentina, promoveu na manhã desta segunda-feira (9) uma sessão extraordinária do conselho executivo solicitada pela faculdade de Humanidades y Artes para conceder o título de doutor honoris causa ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que está preso em Curitiba (PR) após ter sido condenado sem provas no processo do triplex no Guarujá (SP).

Agora o ex-presidente é homenageado por integrar, através da educação, o povo latino-americano.

Em 2010, Lula oficializou a criação da Universidade Federal da Integração Latino-americana (Unila) com sede em Foz do Iguaçu (PR), na fronteira entre Brasil, Argentina e Paraguai e atua na integração cultural, social e acadêmico dos países do Mercosul, por exemplo.

O Ministério Público Federal denunciou Lula, em setembro de 2016, alegando que o petista recebeu R$ 3,7 milhões em benefício próprio da empreiteira OAS, entre 2006 e 2012, através de um triplex no Guarujá (SP). Mas o curioso é que o procurador Henrique Pozzobon admitiu não existir "prova cabal" de que o petista é "proprietário no papel" do tripléx. E, em janeiro deste ano, a Justiça do Distrito Federal determinou a penhora dos bens da OAS, dentre eles o triplex que a Operação Lava Jato dizia ser de Lula.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]