São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - domingo 20 de maio de 2018 - Ano: X - Edição: 3.502 - Visualizações: 22.150.328 - Postagens: 33.408

“É um soco no estômago do Brasil o contraste Lula preso, Paulo Preto solto”



"Esta semana começou com inquérito de Aécio sendo levado à estaca zero na primeira instância em Minas Gerais e termina com o operador de propinas do PSDB, Paulo Preto, solto por ordem do ministro Gilmar Mendes, do STF. No meio da semana, o ex-prefeito Haddad é denunciado ao mesmo tempo em que o tucano Geraldo Alckmin é blindado", escreveu o deputado estadual Rogério Correia (PT) no Twitter

12 DE MAIO DE 2018

O deputado estadual Rogério Correia (PT) criticou a seletividade da Justiça brasileira na condenação de políticos e de pessoas ligadas da partidos.

"Esta semana começou com inquérito de Aécio sendo levado à estaca zero na primeira instância em Minas Gerais e termina com o operador de propinas do PSDB, Paulo Preto, solto por ordem do ministro Gilmar Mendes, do STF. No meio da semana, o ex-prefeito Haddad é denunciado ao mesmo tempo em que o tucano Geraldo Alckmin é blindado", escreveu o parlamentar em sua conta no Twitter. "Se alguém tinha dúvidas, não pode ter mais: não é contra a corrupção, mas contra um partido político, ou contra uma ideia política".

De acordo com o parlamentar, "é um soco no estômago do Brasil e dos brasileiros o contraste Lula preso, Paulo Preto solto". "Lula está preso condenado por um imóvel da construtora OAS que nunca foi seu, fato reconhecido até pela sentença do juiz Sergio Moro. Paulo Preto está solto mesmo, comprovadamente, tendo movimentado mais de R$ 100 milhões na Suíça", disse.

"Por isso mesmo o premiado jornalista Ricardo Kotscho desenha o Brasil após quatro anos da Lava Jato: o presidente mais querido da história preso, o operador tucano das contas no exterior solto, e um presidente ilegítimo e odiado por 96% do povo comemorando... É pra rir, pra chorar ou pra lutar?", questionou Correia.




0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]