São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - Segunda-feira 25 de Junho de 2018 - Ano: X - Edição: 3.538

EMIR SADER | Só Lula pode reconstruir um país destruído




Colunista do 247, Emir Sader é um dos principais sociólogos e cientistas políticos brasileiros

28 de Maio de 2018

Para tirar o PT do governo, a direita está destruindo o país. O Estado brasileiro está em frangalhos, a economia quebrada, a sociedade fragmentada, com o retorno generalizado da miséria e do abandono para a grande maioria, o desemprego chega a 27 milhões de pessoas, os programas sociais estão desfeitas, o governo está nas mãos de uma quadrilha, o Judiciário aderiu ao lawfare contra o Lula, perseguindo-o de todas as formas, a mídia e a política tradicional estão desmoralizadas, assim como o Judiciário. A imagem do Brasil no mundo nunca foi tão ruim. Os brasileiros voltaram a descrer no país e a ter vergonha de ser brasileiros.

A convivência entre os brasileiros está contaminada por um clima de ódio disseminado pela mídia e multiplicado por grupos de extrema direita. A direita está desesperada por não conseguir ter candidato competitivo e se deixa tentar, muitas vezes, por novas aventuras antidemocráticas.

Lula é a única liderança política com prestigio e apoio popular, com capacidade de restabelecer um clima de confiança no debate politico pluralista, ouvindo a todos, reconstruindo um bloco de forcas majoritário, que pode retomar o crescimento econômico e políticas sociais que atendam a grande maioria da população.

O apoio a Lula nas pesquisas e a postura de setores políticos os mais diversos, que buscam seu apoio, deve-se ao reconhecimento que somente Lula pode governar o Brasil com um programa que recupere a legitimidade do governo brasileiro. As eleições deste ano não terão força para recompor as condições de funcionamento do governo, se não tiverem o Lula como o candidato em quem a população poderá votar para ter um líder no qual confiam.

Com um país esfarrapado como é o Brasil hoje, a credibilidade e o apoio popular são indispensáveis para superar a crise mais profunda e prolongada que o Brasil já viveu. Nenhum outro líder terá condições de governar o país.

Só Lula pode unificar a esquerda e o campo popular, com o apoio de grande parte dos governadores, estabelecer alianças amplas, que incluam setores do centro e do grande empresariado, para reunir as forças indispensáveis para reconstruir o Brasil. O grau da destruição produzida pelo governo golpista requer a união de um conjunto de forcas que possa colocar em prática um programa de reconstrução nacional.

Porque não basta ter maioria e ganhar as eleições. É preciso experiência de enfrentar problemas da dimensão dos atuais, como só Lula mostrou ter. Além disso, ter capacidade de organizar um bloco de forças que vá muito além da esquerda, que reunifique um conjunto de forcas políticas, sociais e econômicas capazes de dar sustentação a um novo governo.

Só Lula pode recuperar o prestígio internacional do país. Projetar a imagem de um governo com credibilidade e confiança, que volte a ser um ator global, participante ativo da solução dos grandes problemas do mundo. Só Lula pode retomar uma politica de integração  regional, incluindo agora também o México, recuperando a capacidade de diálogo com outros governos, propondo objetivos comuns para retomar o crescimento econômico e combater a desigualdade no continente mais desigual do mundo.

Mas Lula está preso e condenado por um processo sem crimes e uma condenação sem provas. Somente a consciência do absurdo dessa situação pode superá-la, com a liberdade do Lula e a aceitação do seu direito de ser candidato à Presidência do Brasil. Os que colaboram para essa situação ilegal, absurda e injusta estão impedindo Lula de prestar um serviço ao Brasil que só ele pode prestar neste momento.

A crise de decomposição do atual governo, arrastando o Brasil com ele, leva à situação-limite de ou Lula ou o caos. Fazer justiça com o Lula é, ao mesmo tempo, permitir que o Brasil se recupere como país, como nação, como sociedade.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]