São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quarta-feira 20 de Junho de 2018 - Ano: X - Edição: 3.533

Globo sínica utilizou sete minutos fingindo que defende a ‘democracia’ para atacar a greve dos caminhoneiros



30 de Maio de 2018 | Por Esmael Moraes

A Rede Globo, que apoiou a ditadura militar, utilizou sete minutos para fingir que defende a ‘democracia’ para atacar a greve dos caminhoneiros. A paralisação entrará no décimo dia nesta quarta, dia 30.

O cinismo da emissora de TV não esconde seus interesses econômicos, que são manter o atual modelo de reajuste da Petrobras atrelado à variação do dólar e à cotação internacional do petróleo. Ou seja, ela está do lado dos acionistas gringos que sugam as economias dos consumidores brasileiros toda vez que abastecem.

O diabo é que o trabalhador brasileiro ganha o salário em real e paga o gás de cozinha, a gasolina em dólar — como lembrou hoje a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR).

A Globo, que apoiou a ditadura militar, portanto, contra a democracia, tenta segurar Michel Temer e Pedro Parente na presidência da Petrobras a qualquer custo.

A Globo é um câncer antidemocrático que atenta contra a liberdade sindical e a liberdade de manifestação.

A emissora dos Marinho está a usar os “coxinhas”, que defendem a intervenção militar, para justificar a criminalização do justo movimento dos caminhoneiros contra os aumentos abusivos dos combustíveis.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]