São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - Segunda-feira 25 de Junho de 2018 - Ano: X - Edição: 3.538

O primeiro mártir da luta contra os aumentos abusivos de Temer e Parente na Petrobras



31 de Maio de 2018 | Por Esmael Moraes

A luta contra os aumentos abusivos da Petrobras martirizou esta semana o motorista de caminhão José Batistela, 70 anos, na BR-364, em Vilhena, Rondônia. 

O caminhoneiro atingindo e morto por uma pedrada era favorável à paralisação dos companheiros de estrada.

“Ele atuava de forma autônoma para fazer os fretes e apoiava o protesto dos caminhoneiros, mesmo não estando participando dos manifestos nas rodovias”, testemunhou um amigo da vítima ao portal de notícias G1.

A pergunta é: se o caminhoneiro era favorável à greve, como é que os “manifestantes” atirariam uma pedra nele como propagandeia a Rede Globo?

O caminhoneiro transportava uma carga de madeira para a cidade de Mirassol do Oeste (MT), segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

A greve dos caminhoneiros entrou no 11º dia nesta quinta-feira (31).

Evidentemente que há manipulação nos fatos para criminalizar o justo movimento dos caminhoneiros.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]