São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - quarta-feira 20 de Junho de 2018 - Ano: X - Edição: 3.533

Mídia alinhada ao golpe chama de “Amigo” o PC Farias de Temer



Os principais jornais impressos do País, alinhados ao golpe parlamentar que alçou Michel Temer ao Poder em 2016, dedicam certa indiferença às novas revelações que comprovam a função do coronel aposentado João Baptista Lima Filho de pagador de despesas pessoais de Michel Temer e sua família; Globo, Folha de S. Paulo e Valor Econômico tratam Coronel Lima como o "amigo" de Temer, num eufemismo que tenta camuflar a verdadeira atuação do militar aposentado: o de laranja de Temer, num caso semelhante ao que Paulo César Farias fazia para o então presidente Fernando Collor


6 DE JUNHO DE 2018

Os principais jornais impressos do País, alinhados ao golpe parlamentar que alçou Michel Temer ao Poder em 2016, dedicam certa indiferença às novas revelações que comprovam a função do coronel aposentado João Baptista Lima Filho de pagador de despesas pessoais de Michel Temer e sua família.

Globo, Folha de S. Paulo e Valor Econômico tratam o Coronel Lima como o "amigo" de Temer, num eufemismo que tenta camuflar a verdadeira atuação do militar aposentado: o de laranja de Temer, num caso semelhante ao que Paulo César Farias fazia para o então presidente Fernando Collor de Mello.

No último mês de investigações os valores mensurados no esquema Temer/coronel mais que decuplicaram: saltaram de R$ 2 milhões para R$ 23,6 milhões.

A revelação mais recente que compromete a dupla Temer/Lima veio do empresário José Antunes Sobrinho, sócio da Engevix, que disse à Polícia Federal ter sido cobrado pelo coronel Lima a fazer um pagamento de R$ 1 milhão. O valor seria uma contrapartida à subcontratação da empreiteira para executar serviços de um contrato da Eletronuclear com empresa ligada a Lima. Os recursos teriam sido destinados à campanha de 2014.

O Coronel Lima e o presidente Temer são investigados no inquérito dos portos, que apura pagamento de propina em troca de um decreto para beneficiar empresas do setor.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]