Cara de Pau: Sérgio Moro coloca-se como ator político e ataca eleições


 Sérgio Moro atacou as eleições presidenciais marcadas para outubro e afirmou nesta quarta (25) que o resultado do pleito traz o "risco de retrocesso" contra a sua Operação Lava Jato; amigo de diversos políticos tucanos e fotografado mais de uma vez em situações de confraternização com Aécio Neves e João Doria, Moro disse ainda que o país precisa "do exemplo de lideranças honestas"


26 DE JULHO DE 2018

Juiz federal de primeira instância Sérgio Moro insiste em se tornar protagonista político do país e agora ataca as eleições presidenciais. Ele afirmou nesta quarta (25) que o resultado do pleito traz o "risco de retrocesso" contra a sua Operação Lava Jato. Amigo de diversos políticos tucanos e fotografado mais de uma vez em situações de confraternização com Aécio Neves e João Doria, Moro disse ainda que o país precisa "do exemplo de lideranças honestas".

As declarações foram num evento organizado pelo jornal O Estado de S.Paulo sobre segurança e que reuniu apenas personalidades de direita. Após a mesa, em entrevista, o juiz disse que "a corrupção espalhada, disseminada e profunda" é um dos principais problemas que a sociedade brasileira precisaria resolver. Ele não foi perguntado sobre o tema em relação ao governo Temer ou ao PSDB, mas foi questionado em relação às recentes declarações de Ciro Gomes pela libertação de Lula -Moro esquivou-se de comentar.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]