São Gonçalo do Amarante - Ceará - Brasil - terça-feira 17 de Julho de 2018 - Ano: X - Edição: 3.560

DAVIS SENA FILHO | O lugar de Moro é a cadeia e o esquecimento de sua sombria criatura — Lula Livre




Davis Sena Filho é editor do blog Palavra Livre

8 de Julho de 2018

"Eu acho que deve acontecer alguma coisa juridicamente para que essa alucinação, essa doença, que é uma mente doentia do Moro. Eu fui prestar depoimento, é uma mente doentia, é uma obsessão em que a mentira não tem limite. [...] Pode demorar um pouco, mas eu vou vencer essa batalha". (Luiz Inácio Lula da Silva)

O juizeco fascistoide Sérgio Moro, de férias em Portugal, a curtir a vida como um verdadeiro, autêntico e genuíno coxinha tucano, afronta decisão do desembargador Rogério Favreto, o Estado de Democrático de Direito, a Constituição, os Códigos Penal e Civil e a democracia para manter injustamente o Lula preso, a fim de afastá-lo das eleições presidenciais.

Trata-se do Brucutu obsessivo ou do homem de Neandertal da direita escravocrata brasileira. É esta desgraça nacional que sequestrou a Justiça deste País atrasado, violento e que não respeita os direitos civis de seus cidadãos. Justiça irresponsável e formada por juízes e procuradores ricos, dissociados das necessidades, do sofrimento e dos sonhos do povo brasileiro, bem como dispostos a impedir que o Brasil seja soberano e desenvolvido.

A ordem para soltar o maior e mais importante político da América Latina por parte do desembargador do TRF-4, Rogério Favreto, não é absolutamente uma questão para que o político trabalhista e de esquerda, que foi sequestrado, literalmente, por meganhas de togas e de direita para poder concorrer às eleições em paridade com os outros candidatos.

Mais do que isto. Quando o Moro, juizeco de província e de gestos e atos fascistas deixa suas férias de pequeno burguês compromissado até a alma com o golpe de estado contra a democracia e o Estado Democrático de Direito constante na Constituição, é porque o magistrado de primeira instância e umbilicalmente ligado aos tucanos do PSDB e do DEM percebeu que estava em jogo a sobrevivência do Dops-DOI-Codi da Lava Jato.

E explico: Seria uma derrota política acachapante para a direita protofascista, que está encastelada no Judiciário em todos seus níveis, na PGR (MPF) e na PF, aquela que jamais cuidou das fronteiras e se recusa a trocar tiros com os facínoras e homicidas dos tráficos de drogas e armas que tomaram conta de vastos territórios fronteiriços, porque quer ficar na boa, a receber altos salários e tratar apenas de prender ricaços bundas moles, que tem medo do barulho de simples espirros. É a PF do deitar e rolar, bem como fingir que é leitoa para poder mamar deitada.

O impedimento da soltura de Lula tem por propósito, irrevogável, mantê-lo na prisão mesmo sem ele ter cometido crimes, como reconheceu o juiz protofascista, Sérgio Moro, quando afirmou em sua sentença condenatória absurda, pois leviana e mentirosa, que tal condenação do político trabalhista em que a maioria do povo quer votar se baseou em matéria do jornal O Globo.

A empresa de negócios privados e elaboradora do jornalismo de guerra e de esgoto, que oprime e persegue aqueles que são tratados como seus inimigos. O oligopólio que pertence à famiglia Marinho, já de desditosa memória, que combate ferozmente as esquerdas e também os trabalhistas desde a Era Getúlio Vargas, que terá muito a perder economicamente e politicamente se o Lula se tornar pela terceira vez presidente. O Moro sabe disso e os juízes do TRF-4, do STJ e do SCT (STF), os principais garantidores do golpe, também. Ponto.

Moro, um juiz antidemocrático, antinacionalista e antipopular, decide brutalmente sobre a vida de Lula, o preso político em pleno ano de 2018, pois raptado por uma camarilha de togas que age, na verdade, como meganha. Tal juiz já deveria estar preso há muito tempo, pois autor de inúmeros crimes, que se ocorressem em um país civilizado, onde o povo estuda e tem atenção do estado, esse sujeito pernicioso aos interesses da Nação estaria encarcerado para o bem da sociedade e do serviço público.

O magistrado caipirão do Paraná, talvez o estado mais reacionário do Brasil, está a salvar o seu DOI-Codi particular, onde ele brinca de polícia e bandido, sendo que o juizeco tucano e de direita é um verdadeiro transformista, porque atua de várias formas e maneiras, pois a representar ao mesmo tempo os papéis de juiz, promotor e policial. Moro é o máximo do terceiro-mundismo bananeiro e violento, sendo que certamente tal meganha de toga terá um dia de parar atrás das grades, porque realmente é esse seu merecido lugar. Moro, só para lembrar, jamais prendeu um tucano ladrão!

Para manter o Lula preso ilegalmente e injustamente, porque o líder do Partido dos Trabalhadores tem de ser impedido a qualquer custo de participar da eleição presidencial de outubro. Moro recorreu ao seu parceiro de golpe de estado e que também sequestrou o Lula e o colocou em uma prisão do DOI-Codi em Curitiba. O nome dele é João Pedro Gebran Neto, que prontamente atendeu seu parça para revogar o habeas corpus concedido a Lula pelo seu colega Rogério Favreto.

É inacreditável que o relator do processo contra o Lula no TRF-4 se intrometa dessa forma e cometa mais um crime contra a Constituição e a jurisprudência do País. Os juízes golpistas e que decidiram irresponsavelmente criar a maior crise institucional da história do País para consolidar o golpe de terceiro mundo, que é a cara e a carranca deles e de quem esses meganhas de togas representam, tenham tido o despropósito e a infâmia de chegar tão longe para atender os interesses da direita brasileira, dos políticos tucanos, dos empresários e dos países estrangeiros, que estão a comprar o Brasil, que retrocedeu ao século XVIII, pois se transformou em colônia a ser duramente explorada e roubada.

Lula, o líder em todas as pesquisas dos institutos de pesquisas da burguesia, mais cedo ou mais tarde terá de ser libertado das garras de abutres desses mórbidos juízes alcaides da casa grande, que envergonham a Nação e causam ódio coletivo e imensa desconfiança ao povo sobre suas péssimas condutas e propósitos inconfessáveis, pois até o Diabo duvida das boas intenções dos meganhas togados, que perderam o respeito porque não se dão o respeito.

O Supremo Com Tudo (SCT) é o maior responsável pelo barbarismo do golpe do impeachment. O golpismo sem fim e limites praticado por tais juízes, que são, ipsis litteris, a vergonha, o vexame e a desgraça do Brasil. O lugar do tucano Sérgio Moro é a cadeia e o esquecimento de sua sombria criatura. O juiz seletivo, injusto e partidário tem de ser preso por ser um sujeito que comete crimes em série mais do que comprovados. Psicopatia... Lula Livre. É isso aí.


0 comentários:

[ Deixe-nos seu Comentário ]